Técnicas antigas de previsão do tempo

••• Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

A previsão do tempo tem sido uma ciência importante através das eras, especialmente para sociedades baseadas em agricultura, que dependiam da chuva para seu sustento. Da mesma forma, o clima desempenhava grande papel no planejamento de campanhas militares. Os romanos contratavam astrólogos cujo trabalho era prever o tempo para que os estrategistas militares soubessem qual era o melhor momento para iniciar uma campanha. A penalidade para previsões erradas geralmente era a morte. As civilizações antigas desenvolveram diversas formas de prever o tempo com graus variáveis de confiabilidade científica.

Babilônios: padrões de nuvens e astrologia

Thomas Northcut/Photodisc/Getty Images

As técnicas mais antigas de previsão do tempo conhecidas pelo homem foram praticadas pelo império babilônio há quase quatro mil anos atrás. Sacerdotes também atuavam prevendo o tempo. Eles calculavam a posição de corpos celestes e observavam os padrões das nuvens, e então combinavam estes dados com mitos e lendas para prever as mudanças climáticas. Essa forma de prever o tempo é bem próxima da astrologia pura, marcando o início da coleta científica de dados para previsão do tempo.

Grécia: metereologia

Aristóteles escreveu um dos primeiros documentos sobre previsão do tempo. O material foi escrito em 300 AC e mostrava uma abordagem científica à previsão climática. Antes disso, era comum atribuir as mudanças no clima aos desígnios dos deuses. Aristóteles explorou a maneira com que terra, fogo, ar e água interagiam para explicar os padrões climáticos. Seu pupilo, Teofrasto, coletou informações sobre a tradição e maneiras de prever o tempo e reuniu em um texto chamado "O livro dos signos". Estes signos incluíam a cor do céu, sons, anéis e halos observados nas alturas.

Chineses: calendário solar e observações

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Os chineses criaram um calendário solar baseado em padrões climáticos. Eles também desenvolveram métodos de prever o tempo com base em comportamento animal e observando a natureza. Por exemplo, os antigos chineses diziam que se era possível ouvir um grilo chilreando à noite, o dia seguinte seria agradável. Se uma libélula está voando verticalmente ao invés de horizontalmente, é sinal de chuva forte. Quando um formigueiro se fechava, era sinal de tempestade.

Previsões com base na natureza geralmente tinham a ver com o formato das nuvens ou a cor do céu à noite ou de acordo com o primeiro acontecimento da manhã.

Oriente Médio: o astrolábio islâmico

Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images

A previsão do tempo em terras árabes era baseada no vento. Foram identificados quatro ventos cardinais e padrões climáticos eram associados a cada um destes. O registro mais antigo dessa técnica pra prever o tempo está presente em textos islâmicos, mas acredita-se que é anterior ao próprio Islã. Os astrolábios islâmicos foram desenvolvidos de acordo com essa teoria dos ventos.

Mais recentes

×