Alimentos que previnem a recorrência da cólica biliar

Escrito por m. gideon hoyle | Traduzido por ana carolina prado almeida
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Alimentos que previnem a recorrência da cólica biliar
Uma boa dieta pode ajudar a prevenir os cálculos biliares

A cólica biliar é o resultado direto de cálculos na vesícula biliar ou nos principais canais biliares do fígado. Ela é identificada por características dores agudas e cãibras no abdômen superior direito, acompanhadas por náuseas. A cólica biliar é melhor compreendida como o sintoma de uma doença mais profunda. Embora existam alimentos que podem ser ingeridos para minimizar os efeitos, a recorrência é provável até que os problemas com a vesícula biliar sejam diretamente abordados.

Outras pessoas estão lendo

Cálculos e cólicas biliares

Compreender a cólica biliar requer algum conhecimento sobre cálculos biliares. Eles são formados quando a bílis, utilizada pelo corpo para ajudar na digestão das gorduras, endurece dentro do centro de armazenamento biliar do corpo, a vesícula biliar. A maioria dos cálculos é criada a partir do colesterol solidificado e varia do tamanho de um grão de sal para uma bola de golfe. Os cálculos biliares são geralmente bem pequenos, para levantar problemas reais, e existem tipicamente indetectáveis na vesícula biliar. Mas, quando as pedras maiores se desenvolvem, podem facilmente bloquear as entradas e saídas da vesícula biliar, cortando o fluxo da bile e criando condições que podem levar à cólica biliar.

Ataques de cólica biliar são frequentemente desencadeados por refeições que contêm muita gordura ou colesterol. Elas tendem a acontecer durante a noite, principalmente porque os cálculos biliares são mais propensos a causar bloqueios quando se está deitado. A náusea e a dor de um ataque biliar intenso são difíceis de ignorar; caso tenha um ataque, você provavelmente se sentirá motivado a procurar um médico. Definitivamente, é apenas de seu interesse fazê-lo.

Fatores dietéticos

Enquanto vários fatores diferentes influenciam a formação dos cálculos biliares -- incluindo obesidade, idade, sexo e histórico familiar -- a dieta destaca-se como o principal contribuinte. Parte desse efeito decorre da influência da dieta em seu peso. Mas, mesmo para os não obesos, comer alimentos com alto teor de gordura e colesterol pode aumentar as chances de problemas relacionados aos cálculos biliares. Não surpreendentemente, as dietas ricas em fibras e pobres em gordura e colesterol geralmente são úteis na prevenção de problemas de desenvolvimento de cálculo biliar.

Alimentos e prevenção

Se quiser evitar a recorrência da cólica biliar, a sua melhor chance é comer alimentos ricos em fibras, como ervilhas, lentilhas, feijão, framboesas, macarrão integral, alcachofras e cevada. Suplementos dietéticos ricos em fibras também ajudam. Combine essa abordagem com um corte nos alimentos com alto teor de gordura e colesterol, como manteiga, queijo e muitos tipos de carne. Consulte o seu médico ou um nutricionista, para obter uma lista completa de alimentos úteis e prejudiciais.

Infelizmente, para os que sofrem de cólica biliar, uma vez que os cálculos biliares se fazem presentes, as medidas de prevenção dietéticas não apresentam alta taxa de sucesso. Modificar a dieta ajudará a diminuir os sintomas a curto prazo e, em alguns casos, é suficiente para prevenir a recorrência de problemas. No entanto, apesar das mudanças na dieta, cerca de 70% dos pacientes experimentarão ataques repetidos da doença.

Lidando com os cálculos biliares

A única maneira realmente eficaz de lidar com a cólica biliar é buscar tratamento. Métodos de remoção de cálculos biliares incluem a terapia ultrassonográfica (litotripsia), que quebra os cálculos, e medicamentos orais, como Ursodiol e Chenodiol, que dissolvem pedras. Mas a cirurgia ainda fornece resultados mais eficazes. Caso você tenha cólica biliar, o médico normalmente recomendará esse curso de ação. Se for incapaz ou não se submeter a um procedimento cirúrgico, o médico provavelmente prescreverá analgésicos para o desconforto a curto prazo, bem como um regime alimentar rigoroso, para diminuir as chances de futuras crises.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível