Como aprender acordes de piano e órgão em um minuto

Escrito por carl hose | Traduzido por felipe rico
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como aprender acordes de piano e órgão em um minuto
Aprender os acordes básicos é bem simples (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Os acordes são os blocos de construção da música, mas existem centenas de combinações possíveis de acordes disponíveis. Uma olhada em um dicionário de acordes para piano e órgão pode ser esmagadora. Você pode pensar que levaria uma vida inteira para aprender a tocar todos os acordes que você vai encontrar. O truque para aprender acordes rapidamente é aprender a construí-los. Ao aprender como eles são estruturados, você pode tocar qualquer acorde em qualquer região do piano ou órgão de forma rápida, sem preocupar-se em memorizar enormes dicionários de acordes. Veja aqui como você pode construir acordes de piano e órgão no tempo que leva para ler este artigo.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Piano
  • Quadro de referência de escala
  • Livro básico de teoria de acordes

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Familiarize-se com as escalas maiores. Você pode comprar um quadro de escalas básicas de uma loja de música ou encontrar uma online, sem nenhum custo (consulte Recursos). Os acordes são construídos a partir da escala maior. Uma tríade maior simples (acorde com três notas) é composta da primeira, terceira e quinta notas da escala maior com o mesmo nome que o acorde que você quer fazer. Se você quiser um acorde em C, observe a escala C maior. As notas desta escala são C, D, E, F, G, A e B. A primeira nota da escala é um C, a terceira é um E e a quinta é um G. Isto significa que você precisa de C, E e G para fazer um acorde em C maior. Agora você pode fazer qualquer acorde em qualquer tom aplicando este padrão à escala com o mesmo nome que o acorde que você quiser fazer.

  2. 2

    Faça um acorde menor como você faria um acorde maior, com uma exceção: a terceira nota da escala é bemol. Um acorde de C menor contém a primeira, terceira bemol e quinta notas da escala com o mesmo nome que o acorde que você quiser fazer. As notas em um acorde em C são C, E bemol e G. Novamente, aplicando este padrão em qualquer tom maior permitirá que você toque uma tríade menor simples. As notas de uma escala de G maior são G, A, B, C, D, E e F. A primeira, terceira e quinta notas desta escala são G, B e D. Essas notas formam um acorde em G. Toque um B bemol e você terá um acorde em G menor.

  3. 3

    Faça um acorde em sétima ao construir um acorde maior e adicionar o sétimo grau da escala com o mesmo nome que o acorde que você quiser fazer. Um acorde em sétima é simbolizado como C7. Um acorde em C contém as notas C, E e G. A sétima nota de uma escala em C maior é B. Acrescente-o à sua tríade de C e você terá um acorde C7.

  4. 4

    Construa um acorde C9 adicionando a nona nota da escala que é, na verdade, a segunda nota da escala. Considerando que existem apenas sete notas em uma escala maior (oito se contarmos a oitava), a segunda nota da escala funciona como a nona, porque quando você chegar ao final da escala, você continua contando, indo de volta para o início da escala. Se você tocar uma escala de C com as notas C, D, E, F, G, A, B e C na oitava, você terá oito notas. Continue contando a partir do início da escala. Ignorando a primeira nota C, a segunda nota na escala é D, que atua como a nona nota. Adicione o D ao acorde C7 e você terá um acorde C9. Isso funciona em todos os tons.

  5. 5

    Toque um acorde suspenso, escrito como Csus4, livrando-se da terceira nota em uma escala e adicionando a quarta nota. Um acorde em C possui C, E e G. Livre-se do E, que é a terceira nota da escala de C maior e substitua-a pela quarta nota da escala de C maior, que é F. Um acorde Csus4 contém as notas C , F e G. Isso funciona para qualquer acorde suspenso em qualquer tom.

  6. 6

    Use essas informações para construir esses acordes em qualquer tonalidade. Agora você pode construir esses acordes e qualquer outro acorde, escolhendo os graus das notas da escala necessária e tocando-os. Considere ter um livro de teoria de acordes básicos ao seu lado ou use um guia online gratuito, até sentir-se completamente confortável com este sistema. Além disso, pratique a construção de acordes em cada tom principal. Quanto mais você praticar, melhor você começará a construir acordes e tocá-los em qualquer lugar em seu piano ou órgão.

Dicas & Advertências

  • Embora você tenha aprendido rapidamente como construir esses acordes, a prática regular irá melhorar sua velocidade.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível