Como calcular a resistência da bobina de enrolamento

Escrito por paul dohrman | Traduzido por lucas brock
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como calcular a resistência da bobina de enrolamento
Resistência em uma bobina de enrolamento (Dick Luria/Photodisc/Getty Images)

Uma bobina de fio isolado de raio R tem mais do que apenas a propriedade comum de resistência encontrada em qualquer outro fio. O tipo comumente conhecido de resistência elétrica é apenas a multiplicação da resistência pelo comprimento vezes 2?R o número de voltas da bobina. A resistência mais sútil da bobina se deve a uma mudança na corrente que faz com que a primeira gere um campo magnético que cria essa grande mudança . Esta propriedade, chamada de "indução", é medida em henries, devido à indução magnética pioneira de Joseph Henry. Um henry é igual a um tesla por metro quadrado por ampere. A indutância de uma bobina ou solenoide é L =?AN^2/ l, onde "?" é a constante de permeabilidade magnética, "A" é a seção transversal do solenoide, "l" é o seu comprimento e "N" é o número de voltas em sua bobina.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Desenhe um diagrama de um circuito com uma fonte de alimentação DC, um indutor (bobina) e um resistor. Assuma que a resistência elétrica na bobina é insignificante comparado à sua indutância. Suponha que a seção transversal da bobina seja de 20 cm ^ 2, o número de voltas seja 1.000 e o seu comprimento 50 cm.

  2. 2

    Converta as unidades de comprimento para metros e encontre L. Continuando com o exemplo acima, você tem: ?AN^2/l = (4?X10^-7H / m) 0.002 m ^ 2 (1000 ^ 2) (0,5 m) = 0,00126 H.

  3. 3

    Determine a força eletromotriz (fem) que a indutância cria para se opor à mudança da corrente do circuito, multiplicando os dois juntos. Reverta emf = -L x ?i/?t, onde a mudança de "?" é muito pequena.

  4. 4

    Calcule a corrente como uma função do tempo de acordo com a equação i = V / R (1-e ^-(t /?)), onde "?" representa a constante de tempo, igual a L/ R. O "e" é a base do logaritmo natural. Então, se a resistência for, por exemplo, de 1 ohm e a tensão da condução é uma bateria de 9V, depois de 0,001 segundo, "i" é igual a 4,93 ampères. Depois de 0,002 segundos, será de 7,16 ampères. Ele eventualmente converge para 9 ampères quando "t/?" se torna maior.

Dicas & Advertências

  • A fórmula para o "i' no passo 4 resolve a equação diferencial iR + L?i/?t = V, onde "?t" é pequeno, como derivado em Halliday e Resnick do “Fundamentals of Physics”(Fundamentos de física).

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível