Mais
×

Como um carrinho à fricção funciona?

Atualizado em 17 abril, 2017
Carrinhos à fricção (Dana Neely/Digital Vision/Getty Images)

Brinquedos à fricção movidos por molas

Os brinquedos à fricção, uma classe antiga e colecionável, moderna e descartável, são aqueles movidos por molas. A energia necessária para mover o brinquedo é armazenada em sua mola e liberada de diversas formas com o desenrolar da mola.

Como a mola é enrolada

A mola que movimenta um carrinho à fricção é enrolada quando as rodas de trás do brinquedo giram em sentido contrário, devido ao ato de puxar para trás sobre uma superfície de grande atrito. Carpete ou mesmo um piso de madeira podem funcionar muito bem como uma superfície de fricção, girando as rodas para trás e enrolando a mola. Vidro ou uma superfície molhada não funcionam tão bem, porque falham em prover fricção suficiente para mover as rodas. Em suma, as rodas de um carrinho à fricção são usadas da mesma forma que o mecanismo de corda de um relógio mecânico.

Sem a necessidade de engrenagens

Enquanto muitos brinquedos movidos pela ação de molas necessitam de rodas dentadas ou de uma série de engrenagens para mudar a direção da força do mecanismo de corda ou a força da mola, um simples carrinho à fricção raramente precisa de alguma engrenagem. O eixo serve como um carretel para enrolar a mola e a fricção para trás gira o eixo para enrolar a mola. Quando o carrinho é liberado, a mola desenrola-se novamente; girando o eixo para frente e impulsionando o brinquedo. Essa aplicação da mola peca em elegância e controle, mas é bem fácil de ser entendida.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article