Castigos corporais em escolas em 1900

Escrito por tami mason | Traduzido por pietra adomiel
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Castigos corporais em escolas em 1900
No Reino Unido, a punição corporal é ilegal (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

O castigo corporal era comum nas escolas há milhares de anos como punição por mau comportamento. Até o início dos anos 1900, a maioria das escolas já tinham abandonado a punição corporal com exceção de escolas cristãs e algumas escolas particulares. No Reino Unido, a punição corporal foi banida em todas as escolas em 1999. Nos EUA, apenas 27 estados têm leis que proíbem o uso de castigos corporais.

Outras pessoas estão lendo

Correia e Régua

No final do século 19, atingir as crianças com uma correia de bambu tornou-se a forma popular de punição. Meninos seriam atingidos em suas partes inferiores e meninas nas costas das pernas e palmas das mãos. Em casos extremos, as meninas também seriam atingidas na parte inferior. Tiras de couro ou cintos também seriam usados, enquanto delitos menores eram, muitas vezes, tratados por uma batida rápidas nas juntas com uma régua de madeira. Punições típicas por falar palavrão eram de oito batidas, sete por mentir e 10 por brincar com baralho. Os meninos que maltratavam as meninas receberiam 10 batidas, as meninas que brincavam nas áreas de lazer dos meninos receberiam três e meninos e meninas brincando juntos receberiam quatro.

Castigos corporais em escolas em 1900
Professores usariam réguas de madeira longas, bem como varas e correias (Creatas/Creatas/Getty Images)

Chinelo

Chinenaldas também eram usadas como uma forma de punição. A chinelada foi proibida no Reino Unido em 1948. O chinelo também era usado para golpear a criança na parte inferior, embora fossem, geralmente, um tênis. O professor não era obrigado a documentar o uso de um chinelo em um livro de punição, por isso foi considerado uma forma menor de punição.

O chicote

O chicote é uma tira de couro rígida com duas caudas e foi universalmente utilizado em escolas escocesas até por volta de meados de 1980. Normalmente, a criança seria atingida nas mãos, muitas vezes, na frente de toda a escola. Há relatos, no entanto, de crianças que eram curvados em um banco para tomar as chicotadas na parte inferior. Em algumas escolas inglesas, o chicote foi usado até o século 20, com a criança sendo atingida na parte inferior.

Chapéu de burro

O chapéu de burro, também conhecido como o tampão de burro ou o chapéu de bobo, foi usado como uma forma de humilhação para os alunos menos capazes. Este chapéu pontudo, geralmente feito de papel e, muitas vezes, inscrito com um grande B, ou a palavra "burro", foi colocado sobre a cabeça de um aluno que era, geralmente, condenado a ficar de frente para o canto da sala da aula ou se sentar em uma cadeira para "burros". Essa punição foi pouca usada por mau comportamento, mas mais comumente por-trabalho lento ou notas insuficientes.

Castigos corporais em escolas em 1900
O chapéu de burro era uma humilhação ao invés de uma punição (Jupiterimages/liquidlibrary/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível