O que causa orelhas salientes?

Escrito por nadia benavidez | Traduzido por jessica pietro pupo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que causa orelhas salientes?
Orelhas salientes podem ser uma característica embaraçosa para qualquer pessoa (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Orelhas salientes podem ser uma característica embaraçosa para qualquer pessoa. Suas causas ocorrem ao nascimento e se desenvolvem mais tarde na vida. Existe tratamento médico disponível para isso. Orelhas são vistas como uma irregularidade atualmente e muitas pessoas estão optando por corrigi-la.

Outras pessoas estão lendo

Características

Orelhas salientes podem ter várias formas, em uma variedade de pessoas e por diferentes razões. Crianças podem nascer com orelhas salientes ou dobradas e algumas irão desenvolver orelhas normais após o nascimento e outras, não. Algumas orelhas salientes parecem ter uma aparência semelhante às do Dumbo, enquanto outras projetam-se para fora a partir do lobo, como se fossem lobos alongados de forma anormal. As orelhas podem sobressaírem-se devido a uma queda da orelha superior, como uma orelha dobrada.

Identificação

Existem muitas causas de orelhas salientes, desde genéticas ou defeitos ao nascimento até trauma ou dano no nervo. Muitas crianças nascem com orelhas salientes, moles ou anormais. Para elas, pode ser apenas um defeito de desenvolvimento. As orelhas salientes são o defeito de nascimento mais comum em crianças devido ao seu processo de desenvolvimento muito delicado no útero. Um bebê pode nascer com orelhas com aparência anormal, ser perfeitamente saudável e eventualmente perder essa característica anormal das orelhas. Em algumas crianças, orelhas dobradas e salientes são um sinal de um anormalidade cromossômica maior e são o primeiro sinal para os médicos, juntamente com olhos muito separados, de que se deve fazer um teste dos cromossomos. Orelhas salientes acompanhadas de outros defeitos físicos podem ser um sinal de síndrome de Down ou outras desordens cromossômicas. Em adultos, o trauma às orelhas ou ao lado da cabeça podem danificar a cartilagem delicada da orelha e provocar a saliência ou a queda. Mais comumente vista na pressão do tímpano como orelha em couve-flor, essa é uma forma permanente da orelha saliente devido a traumas à cartilagem dela. Distúrbios neurais, como a paralisia de Bell, podem causar a queda das orelhas devido à perda da função do nervo facial, geralmente em apenas um lado da face, fazendo com que todo esse lado caia. A cartilagem do corpo humano nunca para de crescer, embora seja a uma taxa extremamente lenta conforme envelhecemos; o nariz e as orelhas continuam se tornando maiores. Em algumas pessoas, conforme envelhecem, as orelhas se tornam tão grandes que começam a ficar salientes, principalmente naquelas que têm orelhas grandes desde o início.

Tipos

As orelhas salientes são normalmente definidas por sua aparência. Algumas, como aquelas mencionadas na Seção 2, desenvolvem um inchaço permanente da cartilagem devido ao trauma, o que faz com que a orelha se sobressaia, pois a parte superior dela incha. Especialistas se referem a orelhas com lobos alongados como orelhas de morcego. As orelhas dobradas são vistas em crianças com síndrome de Down e síndrome alcoólica fetal. A genética provocará o que é conhecido como orelhas salientes verdadeiras, que ocorrem quando as dobras da cartilagem não se desenvolvem normalmente, fazendo com que a orelha se sobressaia a partir do lado da cabeça. Todos esses tipos de saliências podem ser muito desconfortáveis e embaraçosos, mas a maioria pode ser tratada.

Benefícios

A cirurgia cosmética é o tratamento para orelhas salientes. A operação é chamada otoplastia e deve ser realizada por um cirurgião cosmético otorrinolaringologista, que cuida de orelhas e garganta. No caso das orelhas salientes verdadeiras, uma incisão é feita atrás dela, a dobra é reformulada para puxá-la mais perto da cabeça e então costurada de volta com pontos que se dissolvem. Esse tipo de operação leva cerca de duas horas, sob anestesia local ou geral. A maioria das pessoas se recupera completamente após cerca de cinco dias e o inchaço e as equimoses somem em cerca de três semanas. Essa operação pode ser feita com segurança em crianças bem jovens, com cinco anos. Uma cirurgia similar pode ser feita por um cirurgião plástico. Ele remove a cartilagem extra dos lobos alongados e estica a pele para formar um lobo menor e levantado. Crianças com distúrbios cromossômicos que provocam orelhas moles podem tê-las corrigidas, mas não antes dos cinco ou seis anos. As orelhas da criança atingiram o tamanho adulto até a idade de seis anos e uma diferença de tamanho não será notada entre seis e 40 ou 50 anos. É geralmente em nosso 60 anos ou mais que notamos orelhas e narizes levemente maiores. O dano à cartilagem por trauma é algo que também pode ser corrigido por cirurgia, porém, se o trauma continua a ocorrer, como no dano ao tímpano por pressão, não há motivo para fazer a correção até que você não esteja mais exposto ao trauma.

Considerações

Se não tratadas, orelhas salientes em crianças podem fazer com que elas sejam ridicularizadas e provocadas na escola, acarretando em sérios efeitos sobre a autoestima e a confiança conforme elas ficam mais velhas. Crianças com orelhas dobradas terão problemas de audição e isso pode afetar a fala e o desenvolvimento mental, então é importante colocá-las em programas educacionais especiais até que tenham idade o suficiente para uma correção cirúrgica. A orelha em couve-flor, se não tratada e caso o trauma continue, pode causar o fechamento do canal auditivo, bloqueando a abertura da orelha e sacrificando a audição. Ela também pode inchar a ponto de romper e infectar-se, levando à amputação da orelha externa. Tudo isso pode ser evitado realizando um simples procedimento para corrigir a orelha ou as orelhas que estiverem sofrendo de qualquer tipo de saliência.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível