Comparativo entre lentes Nikon 16-85 mm e 17-55 mm

Escrito por chris rowe | Traduzido por lean pereira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Comparativo entre lentes Nikon 16-85 mm e 17-55 mm
Saiba extrair o melhor de suas lentes Nikon (Lens image by Vladimir Koshkarov from Fotolia.com)

As lentes grande-angulares Nikon 16-85 mm e 17-55 mm foram desenvolvidas para as câmeras de formato DX (sensor de tamanho APS-C), como a D90, D300 e a D2X. A lente 16-85 mm foi feita para o mercado das semi-profissionais, enquanto a 17-85 mm é uma lente de nível profissional. A lente 17-85 mm utiliza uma construção metálica em diversas áreas, enquanto a 16-85 mm é plástica. As duas exibem um desempenho similar, e cada uma possui seus destaques em áreas diferentes.

Outras pessoas estão lendo

Distorção de imagem

Distorção de imagem é um problemas para fotógrafos. Uma linha reta deve ter a aparência de uma linha reta. Como as lentes trabalham encurvando a luz e enfocando-a em um sensor menor, sempre há alguma curvatura residual. Uma linha reta se encurvará para dentro ("pincushion"), em direção ao centro da imagem, ou para fora ("barrel"), para longe do centro da imagem. O teste realizado pela photozone.de e outras páginas indicam que, na maioria dos casos, a lente 17-85 mm tem um desempenho levemente melhor do que o da 18-55 mm. Como é típico de lentes zoom, elas exibem uma significativa distorção em barril no nível mínimo de zoom. À medida que se aproxima, a distorção ganha um padrão inverso, ou "pincushion". Em relação à amplitude das lentes, a 17-55 mm é levemente superior à 16-85 mm, exceto a 35 mm, quando a 17-55 mm exibe um pouco mais de distorção "pincushion".

Vinheta

Normalmente, as bordas de uma lente permitirão a passagem de uma menor quantidade de luz através do sensor do que o centro dela. Na maioria dos casos, esse efeito de "vinheta" não é perceptível, mas as bordas de uma fotografia ficarão levemente mais escuras do que o resto da foto. Essa diminuição na intensidade da luz é medida em termos de valor de exposição (EV), e 1 EV equivale a um ponto na câmera ou um decréscimo de 50% na quantidade de luz obtida pelo sensor. Normalmente, é visto apenas quando há uma grande abertura. Os valores são equivalentes nos casos de grande abertura. As lentes têm melhoras significativas à media que a abertura é diminuída. Com a lente 16-85 mm há resultados levemente melhores.

Velocidade

A velocidade de uma lente é a medida de quão bem obtém luz em condições de baixa luminosidade. Nesse caso, a 17-55 mm é uma vencedora. A abertura grande-angular de f/2.8 é constante ao longo de sua amplitude, enquanto a 16-85 mm possui abertura máxima de f/3.5 a 16 mm, aumentando a f/5.6 a 85 mm.

Aberrações cromáticas

Aberrações cromáticas são vistas em fotografias como um leve halo ao redor de bordas em áreas de grande contraste. Os desenvolvedores de lentes minimizam esse efeito tanto quanto possível. Minimiza-se no processo de conversão JPEG ou nos conversores RAW da câmera. A aberração cromática é relativamente bem controlada nessas lentes. É boa na metade da amplitude de zoom, mas fica pior nas extremidades.

Estabilização

A adição de um sistema de redução de vibrações (VR) às câmeras trouxe grandes avanços na fotografia amadora. Antes de haver VR, era necessário usar altas velocidades de captura para eliminar o desfoque presente nas imagens tiradas com a câmera na mão. O limite normalmente aceitado era 1/distância focal. A adição do sistema VR em lentes Nikon permitiu ao fotógrafo reduzir a velocidade de exposição em aproximadamente três pontos. O novo VR II na lente 16-85 mm permite a diminuição da velocidade de exposição por um ponto extra. Infelizmente, a lente 17-55 mm não inclui VR.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível