Congestão pulmonar em cães

Escrito por cheyenne cartwright | Traduzido por débora cussiol
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Congestão pulmonar em cães
Congestão pulmonar em cães (Goodshoot/Goodshoot/Getty Images)

Várias doenças diferentes podem causar congestão pulmonar em cães, que vão de problemas razoavelmente inofensivos a extremamente graves. A causa imediata da congestão é geralmente fluido nos pulmões do cão. Para tratar o animal, o veterinário tem que determinar o que está causando a congestão.

Outras pessoas estão lendo

Pneumonia

Race Foster, veterinário, descreve a pneumonia como uma grave infecção ou irritação que faz com que os fluidos se acumulem nos pulmões do cão. As causas incluem, infecções virais, bacterianas ou fúngicas; a inalação de um irritante como a fumaça ou objetos estranhos para dentro dos pulmões; ou outra condição subjacente como insuficiência cardíaca congestiv (consulte a "Referência 1").

Sintomas, diagnósticos e tratamentos da pneumonia

Um cão com pneumonia terá dificuldade para respirar e provavelmente terá lábios e/ou gengivas azulados porque seus tecidos não estarão recebendo oxigênio suficiente. Se o cão está com uma infecção, ele pode chegar a uma temperatura superior a 40 graus centígrados. Se a doença é causada por um problema cardíaco, a temperatura do animal provavelmente se manterá normal. Se você notar qualquer um desses sintomas, deve levar seu cão ao veterinário imediatamente.

Os veterinários diagnosticam essas doenças através do exame físico e radiografia do tórax ou ultrassonografias. Se o líquido se acumulou nos pulmões do cão, o veterinário pode obter uma amostra para saber se há uma causa bacteriana, viral ou fúngica da doença. Uma vez que o veterinário determinar a causa, ele prescreverá medicamentos para tratar o cão (consulte a "Referência 1").

Insuficiência cardíaca congestiva

De acordo com o Vet info, um site informativo, a congestão pulmonar em cães pode ser um sintoma de insuficiência cardíaca congestiva, uma doença extremamente grave e por vezes fatal que resulta na dificuldade do coração trabalhar de forma eficiente. Como resultado, o fluido acumula-se nos pulmões do cão e por vezes, na sua barriga. A insuficiência cardíaca congestiva é o problema cardíaco mais comum em cães (ver "Referência 2").

Medidas preventivas

Algumas raças de cães são mais propensas que outras a ter insuficiência cardíaca congestiva, mas o excesso de peso também coloca o seu cão em maior risco de desenvolver a doença. Porém há alguns passos que você pode seguir para ajudar a minimizar as chances de seu animal de estimação desenvolver este problema. Entre eles estão: mantê-lo ativo, alimentá-lo com teor elevado de proteína, dieta com pouco sódio, limitar a quantidade de sobras de comida que ele ingere, certificar-se de que há abundância de água limpa para ele beber e cuidar bem de seus dentes, visto que infecções dentárias podem seguir para o coração e danificá-lo (ver "Referência 2").

Sintomas e tratamentos da insuficiência cardíaca congestiva

O sinal mais evidente de que o seu cão pode ter insuficiência cardíaca congestiva é uma tosse persistente e seca. No entanto, outros sintomas que podem facilmente ser observados incluem: desmaio ou colapsos repentinos, angústia e/ou agitação, a barriga inchada, língua e/ou gengivas azuladas, fadiga excepcional após o esforço mesmo que leve e rápido ou dificuldade para respirar, incluindo chiado e ruido de murmuro.

Se o veterinário diagnosticar seu cão com insuficiência cardíaca congestiva, ele provavelmente irá tratá-lo com medicamentos que melhoram o desempenho do coração e diuréticos, que removem o excesso de fluidos do corpo do cão (ver "Referência 2").

Choque elétrico

O choque elétrico pode danificar os pulmões de um cão e levar à congestão. Se um cachorro morde um fio elétrico e leva um choque, a eletricidade pode viajar para os pulmões e queimá-los. Então os pulmões se enchem com fluidos, inibindo a capacidade do cão de respirar.

Se o seu cão levou um choque, examine-o imediatamente para ver se ele sofreu queimaduras em sua boca. Tais queimaduras demoram vários dias para curar, mas sua presença também indica que o seu cão levou um choque sério. Preste atenção ao animal com cuidado por vários dias. Se ele mostrar quaisquer sinais de desconforto respiratório, leve-o ao veterinário imediatamente (ver "Referência 3").

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível