Consequências de hábitos precários de higiene bucal

Escrito por renee kristi | Traduzido por carol matos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Consequências de hábitos precários de higiene bucal
Negligenciar os cuidados com a saúde bucal poderá resultar em múltiplas visitas ao dentista (Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Todos estão cientes da importância de ter uma alimentação adequada e de praticar atividades físicas, para a manutenção de uma boa saúde geral. No entanto, também é preciso incluir nesse "pacote" uma higiene bucal adequada. Escovação, uso de fio dental e visitas regulares ao dentista estão associados aos bons cuidados, para manter a saúde bucal. Negligenciar esses cuidados poderá levar a efeitos devastadores nos dentes e nas gengivas.

Outras pessoas estão lendo

Cáries e destruição do dente

Uma higiene bucal precária resultará em cáries e destruição dos dentes. As cáries são o resultado da presença de açúcares e amido sobre os dentes. As bactérias presentes na boca digerem essas substâncias, transformando-as em ácidos, que formam a placa. Os ácidos na placa deterioram o esmalte do dente, o que faz surgir as cavidades. Sem tratamento, as cavidades levam ao surgimento de mais cáries, dores de dente e perda dentária. Os sintomas das cáries incluem: sensibilidade no dente, dor ao comer ou beber algo doce, frio ou quente; dor ao morder; e pus ao redor dos dentes.

Mau hálito

Falhas na escovação e no uso do fio dental poderão resultar em mau hálito, também conhecido por halitose. Pular esse importante ritual diário fará com que os resíduos alimentares permaneçam na boca. Esses resíduos propiciam o crescimento de bactérias na superfície dos dentes, na gengiva e na língua, causando mau hálito. Falhas na escovação da língua e na limpeza de dentaduras também provocarão mau hálito. Doenças na gengiva também entram nessa lista, já que a deterioração das gengivas promoverá o crescimento de bactérias na boca.

Erosão do esmalte

Embora o esmalte dental seja a substância mais dura do corpo humano, ele não está imune aos efeitos de uma higiene bucal precária. A higiene bucal ruim somada ao consumo excessivo de refrigerantes e sucos de fruta poderão resultar na erosão do esmalte. O açúcar presente nessas bebidas alimenta as bactérias presentes na boca, que passam a produzir altos níveis de ácido, atacando o esmalte. O esmalte saudável protege os dentes do desgaste diário e das substâncias químicas e dos ácidos que causam erosão. Porém, o esmalte erodido resultará em sensibilidade dental, dentes lascados ou quebrados, dentes gastos e amarelados e dentes propensos a cáries e destruição.

Doenças gengivais

Doenças gengivais ou periodontais são infecções que se não forem tratadas poderão levar à perda dos dentes. Elas são um tipo de infecção bacteriana crônica resultante da formação da placa. A doença gengival afeta as gengivas e os ossos que sustentam os dentes, podendo atacar um ou mais dentes. A gengivite é uma forma leve da doença gengival, causada pela higiene bucal precária. Os sintomas da gengivite incluem gengivas avermelhadas e inchadas e que sangram facilmente. A gengivite pode ser revertida com tratamento e cuidados de higiene bucal adequados. No entanto, se não for tratada, a gengivite evoluirá para uma periodontite. A periodontite é consequência do acúmulo de placa, abaixo da linha da gengiva. Isso resulta em crescimento bacteriano, que irrita as gengivas e causa a deterioração dos tecidos e dos ossos que sustentam os dentes, levando, por fim, à perda do dente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível