Como córregos e rios causam erosão e criam depósitos de sedimentos

Escrito por clayton yuetter | Traduzido por pina bastos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como córregos e rios causam erosão e criam depósitos de sedimentos
Existem quatro estágios na sequência erosiva (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Os córregos continuamente causam erosão nas margens internas em curva e depositam sedimentos nas margens externas, criando barreiras. Existem quatro estágios principais na sequência erosiva de um corpo de água em movimento: destacamento, carregamento, transporte e deposição. A intensidade com que esse processo ocorre depende da velocidade e da descarga de água.

Outras pessoas estão lendo

Destacamento

Destacamento é o processo de quebra do elo entre as partículas do solo antes que possam ser levantadas e levadas embora. A abrasão é a força destacante em córregos e rios, causada pela água que flui contra a partícula. A força precisa ser suficientemente poderosa para sobrepujar a coesão da partícula, o que varia de acordo com o tipo de sedimentos e o tipo de elos entre as moléculas. Os elos entre as partículas nas rochas ígneas, por exemplo, são muito mais fortes que os nas rochas sedimentares.

Carregamento

Carregamento é o ato de uma partícula ser levantada para fora do seu substrato. No caso de rios e córregos, isso é muitas vezes difícil de distinguir do destacamento, já que a água fluindo tende a carregar uma partícula instantaneamente logo que ela é destacada. Dragagem fluida é o nome do agente de carregamento em ação nos córregos, à medida que a água empurra as partículas soltas para fora da margem ou para o lado do canal. A dragagem fluida é a mais forte na parte interna de um canal em curva, pois a velocidade da água é maior ali.

Transporte

Uma vez que a partícula foi destacada e carregada, um rio vai transportá-la para outro local. Existem quatro modos de transporte que podem ocorrer no leito de um córrego. A partícula pode ser suspensa, caso em que é carregada ao longo da água sem nunca atingir a superfície ou tocar o fundo, ou pode ser movida com saltação, o que significa ciclos do sedimento da superfície para o fundo em movimentos "quicantes". Partículas maiores vão rolar ou escorregar através do fundo em um processo chamado de tração, enquanto partículas extremamente pequenas podem se dissolver na própria água.

Deposição

Deposições vindas de córregos e rios ocorrem quando a velocidade da água decresce até o ponto em que não pode mais transportar o sedimento. As curvas externas dos leitos do córrego muitas vezes têm barreiras de areia porque a velocidade da água decresceu o suficiente nesses pontos para deixar cair suas partículas. A deposição também ocorre quando os córregos entram em um delta ou no oceano. As partículas maiores são depositadas primeiro, devido à resistência mais alta que elas opõem ao transporte. A deposição local pode ocorrer também quando plantas, pedras ou outros objetos diminuem a velocidade da água.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível