Costurando com linha de poliéster vs. de algodão

Escrito por sandra johnson | Traduzido por julia palma ramôa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Costurando com linha de poliéster vs. de algodão
A resistência da cor é uma diferença entre essas duas linhas (Comstock/Comstock/Getty Images)

Os entusiastas modernos da costura têm diversas opções em termos de cor, pesos e fibra de linhas. As duas escolhas básicas quanto à fibra são poliéster e algodão. Apesar de muitos projetos e instruções de costura não recomendarem determinado tipo de fibra, existem algumas diferenças entre a linha de algodão e a de poliéster. Muitas das diferenças relatadas não passam de mitos e enganos.

Outras pessoas estão lendo

Encolhimento e outros fatores temporais

O algodão é uma fibra natural, sujeita ao encolhimento. Água quente e secagem artificial fazem com que as fibras do algodão encolham, resultando em mudanças no tamanho e no caimento do tecido. Por outro lado, o poliéster é uma fibra sintética que não está sujeita ao mesmo tipo de encolhimento. Ele pode apresentar problemas com a manutenção do caimento do tecido após diversas lavagens. Muitos costureiros recomendam que se combine o tipo de linha com o mesmo tipo de tecido. Por exemplo, use linha de algodão para costurar tecidos de algodão e linha de poliéster para tecidos sintéticos ou mistos.

Desbotamento e tingimento

As fibras naturais e sintéticas absorvem e fixam os tingimentos de formas diferentes. Alguns tipos de linha de algodão, por exemplo, são mais absorventes que o poliéster. Durante o processo de tingimento, a linha de algodão pode absorver mais pigmento, mas não necessariamente fixa essa cor quando lavada. Isso pode fazer com que tecidos próximos se manchem. A linha de poliéster não absorve tanto pigmento e, por isso, não retém pigmento em excesso que pode manchar outras peças. Para amenizar esse problema, alguns fabricantes submetem a linha de algodão à diversas lavagens antes da etapa de embalagem.

Considerações quanto à lavagem à mão

Roupas, colchas e outras peças costuradas à mão apresentam desafios diferentes daquelas feitas à máquina. Em muitos casos, os costureiros que optam pela costura à mão sempre possuem uma linha de preferência baseando-se na maneira como ela se desliza pelas camadas do tecido. A linha de poliéster, por exemplo, geralmente passa pelas camadas dos tecidos mais facilmente e com menos risco de dar dó. A linha de algodão, quando observada de perto, é normalmente mais felpuda que a de poliéster. As fibras emboladas ou soltas podem criar resistência e pequenos nós, enfeiando o tecido ao deixarem espaços quando costuradas.

Mitos populares sobre linhas

Os mitos sobre algodão vs. poliéster são infinitos. Eles são passados de uma geração de artesões a outra. Muitos costureiros acreditam que a linha de poliéster não é adequada para a costura em tecido de algodão, pois este se desgasta e pode ser danificado por tais linhas. Da mesma forma, há costureiros que acreditam que a linha de poliéster seja mais resistente. Ambos os mitos são falsos. Se uma linha forte e grossa for usada em um tecido frágil e fino, eventualmente a peça se rasgará devido à tensão. Se a linha for de algodão ou poliéster, não importa. Igualmente, a tensão da trama da linha determina sua resistência, mais do que o seu tipo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível