As crenças de criação de crianças e as práticas na cultura indiana

Escrito por alexis bateman | Traduzido por carlos nascimento
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As crenças de criação de crianças e as práticas na cultura indiana
As práticas dos indianos para criar os filhos variam dependendo de fatores socioeconômicos e religiosos (children on bicycle image by hans slegers from Fotolia.com)

A Índia é uma nação predominantemente hindu com amplas minorias de sikhs e muçulmanos. Existem mais de 375 milhões de crianças no país, sendo essa a maior população infantil em qualquer país no mundo. De acordo com a "InfoChange", uma ONG que se concentra no desenvolvimento sustentável e na justiça social no sudoeste da Ásia, cerca de 36% da população está vivendo abaixo da linha da pobreza, com as mulheres e crianças contando como 73% dessas pessoas. Condições socioeconômicas, assim como as crenças hindus, têm um grande papel na criação das crianças indianas.

Outras pessoas estão lendo

Valores

Indianos acreditam que as crianças são capazes de aprender desde uma idade muito jovem e que precisam ser guiadas. o Dr. Vicki Ritts, professor assistente de psicologia e ciências comportamentais no "St. Louis Community College", afirma: "A obediência à autoridade, a passividade e a interdependência são altamente valorizadas. A infância é vista como um período sensível em que a criança é moldável. Assim, acredita-se que o meio, e principalmente os pais, desempenham papel importante no desenvolvimento infantil".

Mães e crianças

Mães indianas gostam de ter muito contato físico com seus bebês. Elas costumam levá-los junto ao corpo e a amamentação é considerada regra fundamental. Muitas dessas mães massageiam seus bebês diariamente com óleo ou ghee. Dormir com os filhos também é uma característica de relação de proximidade entre mãe e criança.

Disciplina

A disciplina é normalmente rigorosa e as crianças são ensinadas a obedecer seus pais. Mães são as primeiras disciplinadoras. Repreensões, gritos e tapas são considerados apropriados e necessários para socializar as crianças. Algumas mães pensam que a violência só deve ser usada nos casos mais severos. Um estudo publicado pelo "Journal of Pediatric Psychology" (Revista de Psicologia Pediátrica) mostrou que a punição física é mais predominante na Índia do que nos Estados Unidos.

Preferência por meninos

As famílias indianas demostram preferência por meninos. Meninas costumam ser vistas como uma perda financeira para a família. Além de pagar por seu custo de vida, a família da menina precisa pagar pelo casamento e às vezes pelo dote, mas depois que ela se casa tudo que venha a receber vai para a nova família. Como consequência, meninos têm maior chance de serem melhor alimentados e receberem melhor educação e cuidados com a saúde. A privação das meninas — por pouca amamentação e tendo a comida e os cuidados médicos negados — leva à desnutrição e morte. Esses mal tratos, somado ao infanticídio e ao aborto de fetos femininos, fez com que 10 milhões de mulheres "sumissem" da população indiana, de acordo com um relatório de Palash Kumar para a ABC News. A proporção entre homens e mulheres na Índia mostra que havia 10 milhões de mulheres que foram mortas por seus pais nos últimos 20 anos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível