Como cultivar uma limeira

Escrito por dale devries | Traduzido por elisa lacerda de freitas
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como cultivar uma limeira
Como cultivar uma limeira

A lima comum também é conhecida no Brasil como limão-galego, e é um dos ingredientes que usamos para fazer a caipirinha. O sumo da lima comum é mais ácido do que o de outras frutas cítricas, e sua casca é muito mais fina. As limeiras são sensíveis ao frio e só podem ser cultivadas no quintal se estiverem em regiões tropicais em que o inverno seja ameno. Porém, elas também crescem bem em vasos dentro de casa.

Outras pessoas estão lendo

Localização e solo

Para encontrar a melhor localização para sua limeira, observe a área escolhida durante alguns dias antes do plantio. Essa árvore prefere sol pleno por pelo menos quatro horas por dia. Ela também precisa de um solo bem drenado. Se você notar a presença de água parada por mais de algumas horas após uma chuva forte, então este não é um bom local para sua planta. Logo, você deve solucionar o problema ou plantar a árvore em outro lugar.

A limeira adapta-se a vários tipos de solo, e pode ser cultivada em terrenos arenosos e com poucos nutrientes, contanto que ela seja adubada. O único solo que ela não tolera são aqueles que são muito úmidos e pesados. Por disso, o solo deve ser bem drenado.

Os cuidados com as árvores jovens

Mantenha a limeira a pelo menos 3,5 m de distância de outras árvores ou arbustos para garantir uma boa circulação de ar e espaço suficiente para você colher os frutos quando a planta alcançar seu tamanho máximo. As árvores jovens recém-plantadas precisam de regas três vezes por semana por alguns meses até que se ajustem ao novo ambiente. Regue o bastante para manter o solo úmido, mas não encharcado.

É normal que algumas folhas caiam após o plantio, mas se a árvore perder muitas folhas, isso pode ser um indício de regas escassas ou excessivas. Comece a adubar a nova planta no início da primavera com um fertilizante feito para árvores cítricas. Siga as recomendações do fabricante para a aplicação do produto. A limeira requer adubações mensais até o outono. A poda deve ser feita para remover galhos que se cruzem e todos os brotos que surgirem na parte inferior da planta. Isso mantém a árvore o mais saudável possível para se preparar para a produção de frutos.

Os cuidados com as árvores mais velhas

Conforme a planta fica mais velha, as raízes continuam crescendo. Se quiser limitar o tamanho da limeira, faça a poda das raízes. As árvores anãs podem ser cultivadas em vasos se forem removidas do recipiente e suas raízes exteriores forem aparadas. Porém, quando cultivados no solo, isso é um pouco mais difícil de fazer: é necessário cavar a cerca de 60 cm do tronco para localizar algumas das raízes exteriores e cortá-las. Ao repor a terra, acomode-a bem próxima das raízes remanescentes para não deixar bolsões de ar em torno delas, o que pode causar doenças à planta. Em seguida, regue o solo para estabilizá-lo. Repita esse processo até que o buraco cavado esteja completamente preenchido.

Regue as árvores estabelecidas uma vez por semana durante um período prolongado para que a água alcance as raízes. Isso é melhor para a limeira do que regá-la por um curto período em intervalos mais curtos. A adubação pode ser feita simultaneamente, tal como no caso de árvores jovens, embora você talvez precise usar mais fertilizante. Faça a poda de todos os galhos mortos ou doentes. Não deixe os galhos podados caídos ao redor da limeira; descarte-os em uma lata de lixo ou queime-os para evitar a propagação de doenças.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível