Danos da quimioterapia aos nervos de cães

Escrito por susan lee | Traduzido por giovana moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Danos da quimioterapia aos nervos de cães
Há opções disponíveis para repelir os danos aos nervos do seu cão resultantes da quimioterapia (dog image by Michal Tudek from Fotolia.com)

A quimioterapia é usada para ajudar a diminuir o crescimento de tumores, melhorar a qualidade de vida e diminuir a proliferação de um tumor no seu cão. Os medicamentos usados na quimioterapia devem matar as células cancerígenas, e no processo, às vezes podem danificar o DNA de uma célula. Esse tratamento não consegue diferenciar entre células malignas e células normais de câncer. Como resultado, há efeitos colaterais destas substâncias que salvam vidas, incluindo danos aos nervos do seu cão.

Outras pessoas estão lendo

Neuropatia

A neuropatia, de acordo com o website Caring.com, é o dano ao nervo periférico tanto em humanos quanto em cães. Muitos dos medicamentos da quimioterapia são tóxicos às células nervosas saudáveis, pois eles retiram o revestimento externo de vários nervos no corpo. Os resultados dos danos aos nervos causados por alguns desses medicamentos são a dormência, fraqueza, dor, formigamento e uma sensação diminuída de toque.

Cisplatina e carboplatina

O website CaniceCancerAwareness.org documenta o uso de vários medicamentos comuns na quimioterapia e seus efeitos colaterais, incluindo a cisplatina e a carboplatina. Ambos os medicamentos têm efeitos colaterais semelhantes, incluindo danos aos nervos (fraqueza no neurônio motor inferior) das patas traseiras de cães. A cisplatina pode ser tóxica a células nervosas.

Vincristina

De acordo com o website Petplace.com, a vincristina é usada para tratar cânceres malignos dos sistemas linfático e sanguíneo, e trata distúrbios plaquetários imunomediados. A vincristina tem muitos efeitos colaterais, incluindo um efeito danoso ao sistema nervoso, que resulta em fraqueza, colapsos e convulsões.

L-asparaginase

A L-asparaginase tem um efeito colateral adverso na doença hepática, que pode, geralmente, causar danos neurológicos ao nervo também.

Prevenção/Solução

Há várias neurotrofinas, que podem ser usadas como um protetor neuropático contra os efeitos colaterais da cisplatina, da L-asparaginase e outros agentes da quimioterapia que danificam os nervos. Se seu cão estiver fazendo um tratamento de quimioterapia, fale com o oncologista veterinário sobre os medicamentos disponíveis, os efeitos colaterais e se o uso de uma neurotrofina pode ajudar a repelir quaisquer efeitos colaterais que causem danos aos nervos. Algumas neurotrofinas disponíveis são a amifostina, a glutationa e a prosaptida. Muitas neurotrofinas ainda estão em fase de testes, mas os oncologistas poderão te aconselhar quanto à melhor terapia médica para o seu cão.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível