Como é realizada uma cirurgia no piriforme?

Escrito por robert miskimon | Traduzido por luigi bahia
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como é realizada uma cirurgia no piriforme?
Entenda como é feita a operação dos músculos piriformes (Thinkstock Images/Stockbyte/Getty Images)

Outras pessoas estão lendo

Estrutura

O músculo piriforme é um músculo relativamente pequeno que se estende desde a frente do sacro, osso de forma triangular na base da coluna, até a pelve. Ele está ligado por tendões à aresta superior do trocânter, ou cume superior do fémur (coxa). Responsável pela rotação lateral da coxa, é geralmente situado muito próximo ou até encontra-se em contato com o nervo ciático.

Lesões do músculo piriforme podem muitas vezes causar condições ciáticas dolorosas, onde o nervo irritado que corre no comprimento da perna causa dor e rigidez na parte inferior das costas, quadris, nádegas e costas dos músculos da coxa. Embora o mecanismo não seja completamente compreendido, os médicos acreditam que a dor ciática é causada quando o músculo piriforme produz espasmos violentos em resposta a uma lesão.

Se houver sangramento e inchaço no músculo, ocorrerá formação de tecido cicatricial, o que faz com que as fibras musculares se apertem contra a pélvis, o que exerce uma pressão inflexível no nervo ciático, causando uma síndrome de dor em toda a perna afetada, costas e quadril.

Intervenções

O diagnóstico inclui um exame do histórico médico completo, exames físicos e raios-X da parte inferior das costas e ossos da pelve. A ressonância magnética (RM) também é comumente empregada no diagnóstico. Em muitos casos de dor ciática, a cirurgia de uma hérnia de disco falha em aliviar os sintomas, pois a síndrome do piriforme é deixada de lado na análise do quadro, de acordo com a ortopedista Aaron Filler, MD.

A cirurgia para corrigir dores ciáticas e lombares se torna uma opção após a condição ter sido tratada sem sucesso com medicamentos anti-inflamatórios comuns, como o ibuprofeno e acetaminofeno, fisioterapia e injeções diretas de um analgésico como a lidocaína ou o anti-cortisona inflamatória.

Injeção com botulismo pode causar alívio por alguns meses pela paralisação do músculo piriforme.

Cirurgia

O tratamento cirúrgico envolve a ressecção (corte) e a inserção do músculo piriforme ao lado da pélvis para aliviar a pressão sobre o nervo ciático. Outra técnica cirúrgica estritamente relacionada é a de cortar o próprio músculo piriforme para a mesma finalidade. Estas são geralmente feitas em nível ambulatorial.

O cirurgião faz primeiramente uma incisão de cerca de dez centímetros no glúteo máximo (principal músculo da nádega) para enxergar mais profundamente e encontrar o músculo piriforme. Em seguida, o músculo é cortado, e por vezes uma parte do músculo é removida para libertar a tensão no nervo.

Este procedimento não compromete o movimento porque os músculos maiores podem compensar a perda do piriforme. Após a cirurgia, você vai trabalhar com um fisioterapeuta durante quatro a seis semanas. A maior parte da terapia será focada em exercícios complementados com gelo, calor, massagem e estimulação elétrica para melhorar a sua força, alongamento e funcionalidade.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível