Mais
×

Como decorar uma parede com galhos

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

Galhos de árvores que possuem ramos retorcidos fazem uma decoração de parede encantadora. Esses galhos estão em pequenas árvores como a manzanita, por exemplo, que é encontrada no oeste dos Estados Unidos, no Canadá e no México. Os galhos podem ser personalizados para criar decorações atraentes nas paredes do quarto, da sala de estar e da sala de jantar. As decorações feitas com galhos que possuem ramos retorcidos são versáteis, pois a aparência deles pode ser mudada para combinar com estações específicas, feriados e ocasiões especiais. Os galhos devem ser resistentes para que a decoração seja duradoura.

Instruções

Decore os galhos de árvores com pérolas (Photos.com/Photos.com/Getty Images)
  1. Borrife tinta spray dourada ou prateada, dependendo do aspecto que deseja obter, sobre um galho com o comprimento entre 60 e 65 cm. Utilize tinta prateada para fazer uma peça inspirada nas maravilhas invernais, ou tinta dourada para dar um toque elegante. Deixe a tinta secar de acordo com as recomendações do fabricante.

  2. Segure o galho pintado na parede, no ângulo desejado. Faça três ou quatro marcas pequenas com um lápis para indicar onde serão colocados os pregos que segurarão o galho. Certifique-se de colocar um prego na base do galho.

  3. Enfie os pregos na parede, nos locais indicados, utilizando um martelo. Coloque o galho sobre os pregos para prendê-lo na parede.

  4. Pendure itens decorativos nos ramos para completar o visual. Enrole colares de pérolas ou lenços prateados no galho colocado em um quarto. Acentue o galho com fios de cristais brilhantes para dar um aspecto mais etéreo à sala de estar. Outra opção é prender borboletas ou pássaros decorativos nos galhos.

O que você precisa

  • Galhos com ramos retorcidos, entre 60 e 65 cm
  • Tinta em spray, dourada ou prateada
  • Pregos sem cabeça, BWG entre 18 e 15
  • Martelo
  • Itens decorativos, como lenços ou fios de cristal
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article