Definição de resistência à insulina e sensibilidade à insulina

Escrito por barbara erfurt | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Definição de resistência à insulina e sensibilidade à insulina
A elevação contínua da glicose circulatória e triglicérides causa doenças cardiovasculares e obesidade (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

A distribuição de glicose da circulação para o músculo esquelético é realizada pela insulina.

Outras pessoas estão lendo

Operação da insulina

A insulina fixa-se a um receptor na superfície do tecido muscular e impulsiona uma alteração complexa dentro do compartimento interior dos tecidos que permite a entrada da glicose.

Sensibilidade à insulina

A receptividade tecidual à insulina, que significa o grau de sucesso de operação do receptor para permitir a depuração de glicose, é denominada sensibilidade à glicose. No caso de uma sensibilidade ótima à insulina, após uma refeição com alto teor de açúcar, a insulina eleva-se de forma aguda empurrando rapidamente a glicose para dentro dos tecidos, dissipando-se em seguida. No caso de má sensibilidade à insulina, porém, sua elevação é permanente devido à incapacidade de forçar a glicose para dentro dos tecidos musculares.

Consequências

A má sensibilidade do receptor indica uma falha na comunicação entre a insulina e o mecanismo celular interno. Se ficar fora dos músculos, a glicose permanecerá elevada na circulação. Como a glicose continua alta, o pâncreas deve gerar insulina adicional ou será necessário injetá-la para completar sua distribuição na circulação.

Resistência à insulina

A sensibilidade anormalmente baixa da insulina é chamada de resistência à insulina. Neste caso, os tecidos resistem à atividade regular da insulina, desabilitando os esforços de remover a glicose da circulação, necessitando, com o tempo, de intervenção médica.

Risco de doença

A resistência à insulina também ocorre no fígado e tecidos adiposos. Quando esses tecidos não respondem adequadamente à insulina, a glicose e a gordura são liberadas na circulação. A elevação contínua da glicose circulatória e triglicérides causa doenças cardiovasculares e obesidade.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível