Como desenhar girassóis

Escrito por janet beal | Traduzido por ágata erhart
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como desenhar girassóis
Com treinamento e observação, você pode aprender a desenhar um girassol (Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images)

Desenhar girassóis é uma das maneiras mais fáceis de praticar desenhos de objetos naturais. As imagens de girassóis funcionam muito bem como enfeites em cartões, em papéis de carta e em projetos para pintura. Eles trazem brilho a qualquer projeto. Além do mais, desenhá-los pode proporcionar uma ótima forma de aprender a reduzir algo que você vê em formas abstratas básicas e a trabalhar em um desenho realista usando as proporções corretas.

Nível de dificuldade:
Fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Girassóis
  • Vaso
  • Lápis ou carvão
  • Papel para desenho

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Coloque as flores em um vaso (exceto uma) e observe-as. Observe com atenção e, se ajudar, fale consigo mesmo. Descreva o tamanho das pétalas em comparação com o centro. Segmente as flores em formatos. Encontre palavras para descrever o centro (diversas protuberâncias que não são exatamente redondas) e a flor toda (muito redonda, circular e com pontas ovais). Porém, abaixo do topo, você vê uma forma circular ou oval? Fale para si mesmo o tamanho das folhas comparado com o tamanho das flores e qual a grossura do caule. Você não precisa sempre olhar as coisas dessa forma, porém, colocar em palavras pode ajudar na observação.

  2. 2

    Pegue a flor que você deixou fora do vaso. Novamente, repare nas formas e proporções. Toque todas as partes da flor para perceber as texturas. Os músicos descrevem esse processo como "começar com as mãos". Separar, tocar e descobrir as proporções da flor ajudará a ter mais informações do que as que você descobriu observando. Sentir as texturas das folhas, do caule e das pétalas e descobrir como elas se unem ajudará a fazer um desenho mais real e próximo da flor verdadeira.

  3. 3

    Faça um rascunho da flor completa com pinceladas leves. Tecnicamente, você pode começar em qualquer parte da flor, porém, como ela é um elemento que cresce, existe a chance de ela ficar mais bem desenhada se você a fizer no sentido do crescimento: primeiro o caule e depois a flor. É mais fácil sentir o peso se você começar pelo caule em vez de encaixá-lo depois como a linha de uma pipa.

  4. 4

    Compare as suas observações com o que você desenhou. Você pode querer experimentar o estilo espinhoso do caule, a rugosidade e a ondulação das folhas e a maciez das pétalas em outra folha de papel. Trabalhe as técnicas que você acha que funcionam melhor e que podem ajudar no resultado final. Um pouco de sombreamento melhorará ou piorará as folhas? Pratique até ficar satisfeito.

  5. 5

    Volte ao seu primeiro desenho e complete com as técnicas que você treinou, fazendo pinceladas mais fortes. Um pouco mais aqui, um pouco menos ali. Parabéns. Ficou lindo!

Dicas & Advertências

  • Enquanto estiver treinando as técnicas, é uma boa ideia usar as mesmas estratégias em outros tipos de flor. Desenhe usando fotos, flores ou a sua memória. O importante é observar completamente.
  • Não desanime. As flores também não foram criadas em um dia. Mantenha uma pasta com pequenos esboços ou coloque as flores aleatoriamente em uma folha grande de papel para contribuir com o aprendizado. Se você não estiver interessado, arranje uma câmera. A prática leva à perfeição.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível