O desenvolvimento histórico da contabilidade

Escrito por alexis kindig | Traduzido por mirella veloso
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O desenvolvimento histórico da contabilidade
Contabilidade é o sistema de gravação, classificação e resumir informações financeiras de forma que os usuários dessas informações possam fazer decisões econômicas baseadas nas mesmas (Accountant With Golden Calculator image by Scott Maxwell from Fotolia.com)

Contabilidade é o sistema de gravação, classificação e resumo de informações financeiras de forma que os usuários dessas informações possam fazer decisões econômicas baseadas nas mesmas. A contabilidade começou como um sistema simples de moedas de argila para manter inventário de bens e animais, mas tem se desenvolvido através da história em uma forma de manter um rastreamento de transações complexas e de outras informações financeiras.

Outras pessoas estão lendo

Início da contabilidade

A contabilidade tem suas raízes no início da história da civilização. Com o crescimento da agricultura e trocas, as pessoas precisavam de uma forma de rastrear os seus bens e suas transações. Por volta do ano 7500 A.C, os Mesopotâmios começaram a usar moedas de argila para representar coisas, como animais, ferramentas, comidas ou unidades de cereais. Isso ajudou os donos a manter uma vigilância sobre a sua propriedade. Ao invés de contar cabeças de gado ou grãos toda vez que um deles fosse consumido ou trocado, as pessoas podiam simplesmente adicionar ou subtrair moedas. Diferentes formas eram usadas para mercadorias diferentes. Por volta do ano 4000 A.C, os sumérios começaram a colocar essas moedas em envelopes de argila selados. Cada moeda seria carimbada na argila de fora do envelope, para que o dono soubesse quantas moedas havia dentro dele, mas elas estariam a salvo das adulterações ou perda. Essa prática de pressionar as moedas na argila pode ter sido primeiro nascimento da escrita. Algumas centenas de anos depois, moedas mais complexas começaram a ser utilizadas. Essas moedas tinham marcas especiais para denotar unidades ou tipos de mercadorias diferentes. Iniciando por volta do ano 3000 A.C, os chineses desenvolveram o ábaco, uma ferramenta para contar e calcular.

Contabilidade de partida dobrada e Luca Pacioli

Através da História Antiga e Idade Média, a contabilidade continuou um assunto bem simples. A adoção de moedas significou que a contabilidade agora lidava com dinheiro, ao invés de as mercadorias em si, mas a contabilidade de partida única, muito parecida com a usada em modernos livros de registro de cheques, era usada para manter uma contagem do dinheiro trocado, para onde ele ia e quem possuía o que. Durante e após as cruzadas, os mercados de troca europeus se abriram para a troca com o Meio Oriente e mercados europeus, especialmente em Gênova e Veneza, se tornaram cada vez mais ricos. Eles precisavam de uma melhor maneira de manter um registro das grandes somas de dinheiro e complexas transações, e isso levou ao desenvolvimento do sistema de contabilidade por partidas dobradas. Isso significa que cada transação é gravada pelo menos duas vezes, como um débito para uma conta e um crédito para outra. Em 1494, um monge franciscano e matemático chamado Luca Pacioli publicou um livro de matemática chamado "Summa de arithmetica, geometria, proportione et proportionalita", que continha uma descrição da contabilidade por partidas dobradas. Como a popularidade do livro cresceu, a contabilidade por partidas dobradas começou a se espalhar pela Europa, pois os mercadores entenderam como ela poderia ser uma ferramenta valiosa para manter registros de informações financeiras detalhadas. Por essa vitória, Luca Pacioli é frequentemente chamado de "pai da contabilidade". Mas, ainda nesse ponto da história, a contabilidade ainda não era uma profissão específica, mas sim uma extensão das funções clericais de escribas, oficiais, banqueiros e mercadores.

A Revolução Industrial e o surgimento da contabilidade profissional

Com o advento da Revolução Industrial nos tardios séculos XVIII e início do século XIX, a contabilidade desenvolveu-se mais e chegou a tornar-se uma profissão. A prática da contabilidade de custo tornou-se prevalente quando os donos de negócios e gerentes procuraram entender como melhor fazer os seus negócios com um custo tanto eficiente quanto possível. Josiah Wedwood, o dono da famosa fábrica de cerâmica inglesa, estava entre os primeiros a usar a contabilidade de custo para entender onde o dinheiro da sua empresa estava sendo gasto e para eliminar gastos desnecessários. Com a nova complexidade da contabilidade e o aumento da demanda por livros de registros mais precisos, as pessoas começaram a se especializar em contabilidade, tornando-se então os primeiros contadores públicos profissionais. Algumas das firmas de contabilidade que ainda operam hoje foram fundadas no meio do século dezenove. William Deloitte abriu a sua firma em 1845, e Samuel Price e Edwin Waterhouse abriram o seu negócio juntos em 1849.

A contabilidade profissional moderna

Hoje, a contabilidade é um negócio em si, com milhares de profissionais ao redor do mundo e um grande número de organizações profissionais e diretrizes oficiais para codificar as práticas e requerimentos. Particularmente nos Estados Unidos, durante a Grande Depressão, demandas foram feitas para uma melhor padronização, como de práticas contábeis e uma fixação de diretrizes profissionais. Atualmente, os GAAP, ou Princípios Contábeis Gerais Aceitos, colocaram os padrões pelos quais os contadores públicos deveriam fazer negócio. Cada país tem um conjunto similar de diretrizes contábeis.

Contabilidade especializada

Devido à natureza complexa do sistema econômico atual, divisões especializadas da contabilidade se desenvolveram. Em adição à tradicional contabilidade financeira, agora existem novas subdivisões, como contabilidade de impostos, administrativa, de fundos e de projetos. Os contadores profissionais são necessários para esses campos, porque eles envolvem a necessidade de um entendimento específico e meticuloso das necessidades do negócio e práticas de contabilidade.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível