Dicas ao mixar música hip hop

Escrito por david michael lord | Traduzido por alexandre amorim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Dicas ao mixar música hip hop
A música hip hop é uma forma distinta que depende da batida para chamar a atenção do ouvinte (PhotoObjects.net/PhotoObjects.net/Getty Images)

A música hip hop é uma forma distinta que depende da batida para chamar a atenção do ouvinte. É um tipo de música animado e energético, um dos preferidos para os dançarinos. Existem dois pontos seminais no hip hop, os vocais e a batida; misturá-los é uma arte que segue um código estrito do que fazer e o que evitar.

Batidas

A sensação é tudo no hip hop. Assumindo que já exista uma sensação, é preciso mixá-la apropriadamente. As três primeira palavras que se deve saber são: graves, graves e graves. O grave do bumbo da bateria é a espinha dorsal de todo o processo. Ele precisa ser profundo, mas distinto. Usar uma combinação de compressores ou limitadores e ajustar a frequência para o máximo irá adicionar potência e explosão. Tome cuidado para não usar uma taxa alta demais no compressor já que isso diminuirá o som do bumbo. Em seu equalizador, não adicione graves. Use uma mentalidade de soma zero, o que significa puxar de volta os agudos e os médios para chegar a um som profundo. Aumentar os baixos irá turvar seu mix. Se estiver usando um software como o Cubase, Reason ou o Logic, existe uma interface de mixador no programa; deve-se ser capaz de usar combinações de limitador. Como regra geral, desligue os altos e baixos nos sons das caixas da bateria. Desligue os médios e baixos nos pratos. Belisque o equalizador até sentir que o som está como desejado, suas principais armas são seus ouvidos. Mixar as baterias antes de mixar seus outros efeitos irá economizar tempo a longo prazo.

Vocais

Os vocais do hip hop são principalmente rítmicos e portanto, necessários para manter os espaços entre as palavras limpos. Certifique-se de ter uma boa entrada, por exemplo, não deve haver ruído de fundo que não possa ser editado. Use um filtro no microfone ou os ruídos serão muito difíceis de mixar. A mixagem dependerá totalmente do rapper. Comece com a equalização: diminua os agudos, os graves e então os médios no equalizador de três tons para ver o resultado. Se estiver usando um software digital com uma visualização da faixa de áudio, use a interface para apagar o ruído no meio, o qual irá aumentar a intensidade rítmica vocal. Se o vocalista vacilar no volume, um compressor de isolamento deve ser usado na faixa antes do compressor mestre. Experimentar com reverberação e atraso dará profundidade à voz, mas tome cuidado para não adicionar demais já que isso dá uma sensação amadorismo ao trabalho, se muitos efeitos forem se acumulando nas camadas. Tenha em mente que uma tomada limpa é a melhor receita para um mix bem-sucedido.

Encerramento

Após ter mixado os volumes e equalizadores, ponha um compressor no final da corrente. Isso irá evitar que as suas faixas sejam cortadas durante a masterização. Após o compressor, usar um maximizador dará a você a sensação que o compressor tirou sem o medo de cortar o som. Todos as unidades de efeitos devem funcionar na frente do compressor e do limitador para que elas sejam controladas. O seguinte é um exemplo de como o DJ BG ajusta seu compressor para gravações de hip hop onde o pico da mixagem está em -3db:

Ganho 3.5 db Limiar -22.6 db Taxa 3.00:1 Ataque 11 ms Liberação 50 ms Joelho 80

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível