Como dissolver enxofre

Escrito por jason williams | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como dissolver enxofre
O dissulfeto de carbono, usado para dissolver o enxofre, é extremamente inflamável (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

É notoriamente difícil dissolver o enxofre devido à sua natureza não polar; mesmo a água, o "solvente universal", não é capaz de dissolver o enxofre. Embora alguns solventes não polares, como o tolueno, possa em parte dissolvê-la, a substância química mais eficaz na dissolução é o dissulfeto de carbono. Embora o processo real de dissolução seja simples, essa substância é de risco extremo devido à sua inflamabilidade e toxicidade química e seu uso deve ser realizado com extremo cuidado.

Nível de dificuldade:
Desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Coifa para vapores
  • Óculos de segurança
  • Luvas
  • Avental contra espirros
  • Proveta de borossilicato
  • Dissulfeto de carbono

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Assegure que o espaço de seu laboratório esteja completamente livre de chamas e fontes extremas de calor. Desligue quaisquer chapas elétricas ou queimadores e verifique quaisquer superfícies quentes expostas (como encanamentos de vapor); se as superfícies não puderem ser aquecidas por um período de tempo significativo, então você deve escolher outro espaço laboratorial onde trabalhar.

  2. 2

    Coloque um avental para proteger-se contra espirros, luvas e óculos de segurança. Coloque uma proveta de borossilicato sob a coifa de vapores e ligue-a, então coloque a amostra de enxofre dentro da proveta.

  3. 3

    Despeje o dissulfeto de carbono de maneira lenta e cuidadosa dentro da proveta, até que a amostra esteja totalmente imersa nela. Deixe a amostra ficar submersa até que a reação de dissolução fique lenta ou pare; se for desejada uma dissolução adicional, substitua o dissulfeto de carbono por um novo.

  4. 4

    Descarte o dissulfeto de carbono como uma substância de risco, em conformidade com as disposições da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) no que se refere a transporte e descarte. Lave todas as roupas e equipamentos de proteção completamente antes da reutilização. Lave as mãos, antebraços e a face completamente após o término.

Dicas & Advertências

  • Devido à extrema inflamabilidade do dissulfeto de carbono, talvez você queira usar solventes mais seguros (embora significativamente menos eficaz) de enxofre, como tolueno e butano.
  • A temperatura de autoignição de dissulfeto de carbono é de 90ºC; todas as superfícies no laboratório devem estar abaixo dessa temperatura. Se não for fornecida a ventilação adequada durante o uso do dissulfeto de carbono, isto pode levar à inalação, incêndio e explosões.
  • Evite o contato do dissulfeto de carbono com a pele, já que pode causar queimaduras de segundo ou terceiro grau. Use um chuveiro de emergência se ocorrer contato com a pele, seguido de lavagem com sabão e água da área afetada. Remova imediatamente quaisquer roupas que entrem em contato direto com dissulfeto de carbono.
  • Interrompa o trabalho imediatamente, se tiver tontura, cefaleia, náusea, euforia ou convulsões, uma vez que estes são os sintomas de inalação aguda de dissulfeto de carbono.
  • Comer, beber, tomar medicação ou qualquer atividade que envolva a ingestão ou o risco desta não deve ser realizada próximo ao dissulfeto de carbono para prevenir o envenenamento.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível