Efeitos adversos da vacina antirrábica em gatos que tomem prednisona

Escrito por tina boyle Google | Traduzido por giovana moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Efeitos adversos da vacina antirrábica em gatos que tomem prednisona
As vacinas antirrábicas podem causar efeitos adversos em gatos doentes (cats image by Zbigniew Nowak from Fotolia.com)

Para um gato imunossuprimido com prednisona, as vacinas antirrábicas representam mais riscos do que para um gato saudável. As injeções dadas num animal doente podem não suprir a imunidade e até enfraquecer o sistema imunológico. De acordo com o fabricante de vacinas Pfizer, "uma resposta imunitária protetora pode não ser suscitada" em animais imunocomprometidos. Uma vez que a prednisona suprime uma resposta imune, diz Barbara Forney, doutora em medicina veterinária de Chester County, Pensilvânia, a vacinação durante a terapia de esteroides não é recomendada. Muitos efeitos colaterais adversos podem vir imediatamente depois da vacinação, ou 45 dias depois, diz Jean Dodds, doutor em medicina veterinária, e podem causar sintomas menores, como inchaço no local da injeção, e condições que ameaçam a vida do animal, como convulsões e danos no fígado e nos rins.

Outras pessoas estão lendo

Inchaço no local da injeção

Veterinários bem-informados tipicamente aplicam as vacinas antirrábicas na perna traseira direita (o mais próximo dos dedos possível) para evitar inchaços pós-injeção. Administrar a vacina entre as omoplatas não é mais considerada uma prática segura, devido ao elevado risco de causar sarcoma, um câncer agressivo, relacionado a vacinas, de acordo com o site Pawprints and Purrs. A Associação Americana de Medicina Veterinária afirma que o desenvolvimento de um caroço pequeno e indolor embaixo da pele no local da aplicação geralmente some depois de várias semanas; porém, deve-se informar o veterinário a respeito.

Efeitos adversos da vacina antirrábica em gatos que tomem prednisona
Vacinas antirrábicas apresentam riscos para gatos que estejam em tratamento com prednisona (the cat image by Milena Kowalska from Fotolia.com)

Convulsões

Se seu gato está tomando prednisona, ele deve estar lidando com uma doença imunológica ou câncer, pois veterinários costumam prescrever esteroides para estas condições. É necessário tomar cuidados extras ao decidir se vai ou não vacinar o animal, pois os gatos com doenças autoimunes são mais suscetíveis a sofrerem convulsões depois da injeção. Como uma proteína neurogênica, as vacinas antirrábicas afetam o sistema nervoso. Convulsões ou desordens convulsivas, como tropeços, ataxia, demência e deficiência de habilidade motora, podem resultar da vacina, segundo a revista Animal Wellness.

Danos no fígados e nos rins

Os danos no fígado e nos rins podem ocorrer se as vacinas antirrábicas provocarem o sistema imunológico a atacar as células saudáveis e funcionais. Essas vacinas "também podem ter características de autoimunidade para destruir tecidos, pele, sangue, articulações, o fígado e os rins", diz o Dr. Dodds. "Animais que já sofrem de doenças autoimunes, como o câncer, podem ser ainda mais negativamente afetados. Frequentemente, essa é a última coisa que causa a morte do animal".

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível