Efeitos da quimioterapia sobre o fígado

Escrito por china zmuida | Traduzido por lean pereira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Reações adversas da quimioterapia podem surgir após o fim do tratamento ou até mesmo anos depois de sua conclusão. Em muitos casos, seus efeitos no fígado são breves e reversíveis. Dependendo do tipo de quimioterapia administrada, seu fígado pode ser afetado. Entretanto, seu médico o monitorará atentamente e realizará hemogramas de rotina para assegurar-se de que não haja complicações sérias devidas a seu tratamento quimioterápico. De acordo com a American Cancer Society, os indivíduos mais velhos ou os que padecem de hepatite têm mais chances de desenvolver problemas hepáticos.

Outras pessoas estão lendo

Icterícia

Um efeito colateral comum da quimioterapia é a icterícia. Algumas drogas, como o metotrexato e estreptozocina, podem danificar ao fígado. Quando ocorre a icterícia, a pele e o branco dos olhos tomam uma cor amarelada e é possível observar inchaço nas mãos e pés. É fortemente recomendável que, caso você tenha icterícia, não tome Tylenol para a dor, porque pode piorar a condição do fígado. Se você desenvolver erupções dérmicas, dor abdominal ou sangramento ininterrupto de uma ferida, busque atenção médica imediata, porque pode ser um sinal de que a icterícia está se tornando pior.

Hepatotoxicidade

A hepatotoxicidade pode ser leve ou grave. Em casos graves, seu fígado pode estar danificado ao ponto em que se apresenta hepatite ou inflamação do fígado. Quando você começa a padecer da hepatotoxicidade, seu corpo se torna extremamente fatigado e as atividades cotidianas parecem difíceis. As fezes podem se tornar mais leves e, em alguns casos, adquirir uma cor de argila. O corpo também começa a reter fluidos ao ponto de ganhar peso em água. Se você ganhar mais de 2,5 kg em uma semana, fale com seu médico, pois isso pode ser uma séria complicação com seu fígado.

Enzimas hepáticas elevadas

As enzimas hepáticas são produzidas pelo fígado. Se o fígado é danificado, a produção de enzimas aumentará. Quando existe uma alta quantidade de enzimas hepáticas, seu sangue pode não coagular corretamente. Por exemplo, se você sofre um corte, a ferida pode não formar um coágulo e levará mais tempo até que o sangramento pare. A icterícia pode também ocorrer, assim como dor abdominal. Na maioria dos casos, quando existe um nível elevado de enzimas, pode significar a presença de uma infecção ou bloqueio das vias no fígado.

Níveis de bilirrubina

Quando as células vermelhas do sangue começam a degenerar, a substância bilirrubina é liberada. No fígado, a bilirrubina origina a bile. Se o sangue começar a ter um nível maior de bilirrubina, pode ser um sinal de que há um dano hepático latente. A mudança mais notável será no branco de seus olhos à medida que os níveis sanguíneos aumentam. Você poderá também ter dificuldades em urinar corretamente. Se forem observados níveis elevados de bilirrubina, algumas drogas diuréticas como o Lasix serão prescritas para ajudar seu fígado a liberar a quantidade em excesso de fluidos.

Causas

Infelizmente, com a quimioterapia, as drogas usadas na luta contra o câncer não podem discernir entre células saudáveis e células cancerígenas. Quando você é submetido à quimioterapia, os efeitos colaterais ocorrem como um resultado de células normais que são danificadas na medida em que se ataca as células cancerígenas. Felizmente, a maioria dos efeitos colaterais recedem após o fim do tratamento.

Alerta

Receber a quimioterapia é uma escolha individual e muitas pessoas experimentam sintomas variados. Entretanto, se você começar a sofrer icterícia, cansar-se ao ponto de se tornar inábil às funções cotidianas ou ter náuseas e vômitos, busque atenção médica imediata. Outros efeitos colaterais sérios incluem sangramento ininterrupto, sangue na urina, dificuldade em urinar, inchaço dos membros, o aumento de peso mais perceptível do que a perda ou o inchaço do rosto.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível