Como entrevistar seus pais para escrever uma autobiografia

Escrito por todd bowerman | Traduzido por rayssa amorim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como entrevistar seus pais para escrever uma autobiografia
Como entrevistar seus pais para escrever uma autobiografia (Jupiterimages/Pixland/Getty Images)

Escrever uma biografia sobre si ou sobre os seus pais exige atenção aos detalhes e muita pesquisa. Um dos elementos mais importantes na elaboração de uma autobiografia precisa e envolvente é a realização de entrevistas com as pessoas que fazem parte da sua vida. As histórias e lembranças dessas pessoas adicionam uma personalidade à sua narrativa e garante que você relate os eventos assim como aconteceram. Entrevistar os seus pais é um pouco diferente de entrevistar um estranho, mas ainda é preciso seguir os mesmos passos básicos.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Gravador comum ou digital
  • Caneta
  • Papel

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Fale com os seus pais sobre a ideia de escrever uma autobiografia e pergunte se eles gostariam de participar. Caso queiram, agende uma entrevista com antecedência para garantir que você terá tempo o suficiente para completar todo o processo.

  2. 2

    Divida a sua entrevista em partes se ela for demorar mais que cerca de duas horas. É mais fácil para você e para o entrevistado se as entrevistas forem feitas em sessões de uma ou duas horas cada.

  3. 3

    Crie uma lista de perguntas para obter informações específicas de seus pais. Inclua informações básicas como nome e idade, além de perguntas relativamente elusivas. Por exemplo, as memórias mais antigas dos seus pais sobre você, eventos estranhos que aconteceram quando você era criança e como os seus pais decidiram ter filhos são tópicos interessantes a explorar. Crie listas separadas para a sua mãe e seu pai usando informações que você já conhece.

  4. 4

    Faça uma lista dos momentos e decisões difíceis que os seus pais tomaram e você não entendeu. Entreviste-os e conheça a visão deles sobre as ações que talvez tenham causado confusão ou tristeza, assim, você se sentirá melhor para seguir em frente.

  5. 5

    Ligue um gravador durante as respostas das suas perguntas.Gravando as entrevistas, é possível ouvi-las novamente para conseguir inspiração ou ajuda.

  6. 6

    Durante a entrevista, faça anotações sobre os tópicos nos quais você deseja se aprofundar ou perguntas que você gostaria de fazer. Use um papel e caneta, uma vez que um laptop ou aparelho eletrônico pode perturbar o funcionamento da entrevista.

  7. 7

    Se achar que é necessário, peça para uma outra pessoa fazer as entrevistas sobre temas sensíveis que serão abordados com os seus pais. Talvez seja mais fácil discutir momentos difíceis com um observador imparcial do que alguém com quem eles tem uma conexão pessoal profunda, principalmente se os eventos em questão o envolvem.

  8. 8

    Escute suas gravações e verifique as anotações feitas para encontrar temas ainda não explorados. É melhor entrevistar os seus pais enquanto são relativamente jovens, dando a eles um longo tempo para explorar cada parte das suas lembranças e descobrir novas memórias e experiências ao longo do caminho.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível