Ervas para a limpeza intestinal inferior

Escrito por corinna underwood | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Ervas para a limpeza intestinal inferior
A função do intestino inferior, ou cólon, é eliminar o resíduo corporal e se livrar das toxinas do sangue, sistema linfático e intestinos (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

A função do intestino inferior, ou cólon, é eliminar o resíduo corporal e se livrar das toxinas do sangue, sistema linfático e intestinos. Seus problemas comuns são: hemorroidas, pólipos (crescimentos anormais) e fissuras anais. Problemas mais sérios, quando não tratados, podem levar ao câncer de cólon. A limpeza regular do cólon é benéfica para a prevenção desses problemas de saúde.

Outras pessoas estão lendo

Cascas de psílio

Selecione casca de psílio para obter um efeito leve, mas eficaz, da limpeza de cólon. Ela provém da planta de tanchagem (Plantago psyllium). As cascas ou invólucros das sementes são boas fontes de fibra hidrossolúvel. Quando passam pelo trato digestório, absorvem água e se expandem em várias vezes o seu tamanho inicial, tornando-se gelatinosas. Isso ajuda a formar volume e a amolecer suas fezes, além de mantê-las se movimentando através de seu cólon, prevenindo a constipação e o acúmulo de toxinas. As cascas de psílio devem ser misturadas com 250 a 500 ml de água ou suco e engolidas diretamente. É melhor tomar a mistura entre as refeições. Enquanto estiver usando psílio, deverá continuar a beber seis a oito copos de água ao longo do dia. Os efeitos colaterais do uso de psílio são incomuns, mas incluem vômito, dificuldade para engolir ou respirar, dor abdominal, urticária e dor no peito. Não deve ser usado por mais de sete dias consecutivos.

Semente de erva-doce

Opte por semente de erva-doce (Foeniculum vulgare), ou funcho, se desejar limpar seu cólon e aliviar simultaneamente os sintomas de problemas digestivos. As sementes de erva-doce relaxam os músculos intestinais, assim, além de reduzir as cólicas, também proporciona alívio da flatulência. Também são uma grande fonte de fibras, assim facilitarão a passagem de resíduos através do cólon, prevenindo a constipação e as hemorroidas. A erva-doce possui forte ação sobre o sistema digestório, portanto não é recomendada para crianças e não deve ser tomada a longo prazo por adultos. Não deve ser usada durante a gravidez ou amamentação.

Raiz de alcaçuz

A raiz de alcaçuz (Glycyrrhiza glabra) é usada há décadas como tratamento para a constipação. É um suave limpador de cólon e age pela inibição das contrações musculares no trato digestório e também ajudando o fígado, o sangue e os pulmões a eliminarem toxinas. Suas propriedades anti-inflamatórias suavizam o revestimento do cólon e do trato digestório. A dosagem sugerida varia entre as diferentes preparações, mas deve estar entre 60 e 200 mg por dia e só deve ser usada por três a cinco semanas. A raiz de alcaçuz não deve ser tomada se estiver grávida ou tenha hipertensão, ou esteja tomando diuréticos, inibidores de monoamina oxidase (MAO) ou anticoagulantes.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível