Estilos de dança da Renascença

Escrito por michael brent | Traduzido por david henrique pires ferraz
Estilos de dança da Renascença
Havia vários estilos de dança durante a renascença (Jeff J Mitchell/Getty Images News/Getty Images)

Durante o período europeu conhecido como Renascença, que durou do século XIV ao XVII, a dança era um componente importante das interações sociais, particularmente entre a nobreza e a classe alta. Neste contexto, a dança era tipicamente altamente estilizada, com professores de dança compondo manuais elaborados para ensinar aos dançarinos a miríade de movimentos para cada dança específica.

Dança da Renascença

Nosso conhecimento sobrevivente sobre as danças e coreografias da Renascença vêm primariamente de anotações e manuais escritos por mestres e alunos de dança da época. Essas fontes distanciam-se em vários séculos e vêm de países e culturas diferentes. Por exemplo, um estilo de dança que começou na França no início do século XVII é o começo do que ficou conhecido como dança barroca, caracterizada por coreografia precisa e altamente estilizada, e é geralmente considerada como o fim da dança renascentista.

Branle

Durante o período agora conhecido como Alta Renascença, durando de 1550 até 1650, vários mestres de dança produziram manuais. Um dos mais importantes for o "Orchesographie" de Thoinot Arbeau's. Publicado em 1588, este tratado descreve danças francesas durante o período bem como informações sobre danças em outros países. Arbeau escreveu sobre três estilos primários de dança, incluindo os branles, ou danças de círculo. Ele descreveu mais de 20 tipos diferentes de branles, divididos em três grupos principais: o branle simples, que consiste de sequências laterais de passos simples ou duplos; o branle misto, que combina saltos em uma ou duas pernas; e um terceiro tipo que exigia que o dançarino fizesse gestos ou adicionasse expressões faciais aos movimentos.

Galliard

A galliard é considerada a dança renascentista mais difícil, e era tipicamente uma demonstração para dançarinos homens atléticos. Feita em métrica tripla, os movimentos da galliard incluem cinco trocas rápidas feitas em seis batidas, com saltos entre cada troca. Adicionalmente, Arbeau também escreveu sobre algumas variações de cinco passos e até galliards que conectavam duas frases de cinco passos para criar uma intricada versão de 11 passos. Estas também eram variações italianas, levemente diferentes das variedades francesas.

Pavan

O pavan era uma dança processional. Em sua obra, Arbeau descreve o método da performance do pavan como "caminhar com decoro e gravidade comedida". O pavan consiste de dois passos simples em um duplo, para frente ou para trás. O dançarino pode então mudar de direção. As instruções de Arbeau também incluem detalhes de etiqueta dos bailes e descrições do elaborado vocabulário dos passos, incluindo informações sobre variações sutis em saltos e voltas que um dançarino precisava saber para praticar corretamente essas danças renascentistas.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível