Estilos de mosaicos romanos e bizantinos

Escrito por erin vaughan | Traduzido por lynn blanch
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Estilos de mosaicos romanos e bizantinos
Os mosaicos, originalmente desenvolvidos pelos gregos, foram adotados e alterados pelos romanos e bizantinos (mosaic image by Alfonso d'Agostino from Fotolia.com)

Os mosaicos romanos e bizantinos surgiram aproximadamente na mesma época e, portanto, um influenciou o outro. No entanto, ambos possuíram estilos, técnicas, temas e materiais distintos. Os romanos eram, em sua maioria, funcionais, mas as estruturas bizantinas enfatizavam o lado decorativo. Os dois estilos foram utilizados para homenagear figuras religiosas e a vida doméstica.

Outras pessoas estão lendo

Materiais

Mosaicos romanos e bizantinos foram influenciados pela tradição grega, que, por sua vez, teve origem na construção das estradas construídas com pedras coloridas. Eventualmente, essas pedras eram organizadas em padrões. Os romanos também usavam pequenos seixos em seus mosaicos, apesar de não os usarem para pavimentar suas ruas. Eles adicionavam peças de barro em forma de cubo chamadas tesselas, que enfeitavam os mosaicos com cor e definição. Em muitas obras, as tesselas eram muito pequenas, apenas alguns milímetros de largura, e faziam a obra parecer uma pintura. No século V, mosaicos bizantinos muitas vezes utilizava tesselas de vidro chamadas esmalte, que os italianos fabricaram com espessas chapas de vidro. Ocasionalmente, os fabricantes colocavam folhas de ouro ou prata na parte de trás da peça.

Locais

Os romanos colocavam seus mosaicos em locais públicos e privados. Por terem surgido nas estradas, geralmente eram instalados nos pisos, especialmente em banheiros e jardins. Quando o Império Romano expandiu mais ao oeste da Grã-Bretanha, a técnica romana se transformou. No entanto, os exemplos romano-britânicos muitas vezes exibem menos habilidade e complexidade que os seus homólogos italianos. Os bizantinos eram especialistas em decoração de paredes e tetos com mosaicos, especialmente em edifícios públicos e religiosos. Os bizantinos também usavam o ângulo certo para o esmalte, porque esse iria receber a melhor luz e trazer brilho à obra. Mosaicos bizantinos dominaram a parte oriental da Grécia e o que hoje é a Turquia.

Temas

Mosaicos romanos normalmente apresentam sacrifícios de animais, cenas domésticas ou padrões geométricos. No entanto, imagens cristãs também aparece em algumas peças, como o da representação de Cristo como o "deus do sol", em São Pedro, Roma. Os bizantinos usaram mais imagens cristãs, embora algumas influências romanas também possam ser vistas. Conforme as peças bizantinas se desenvolviam, muitas vezes representavam figuras com áureas brilhantes e pele cintilante. Este efeito era resultado do uso da folha de ouro e o ângulo particular do esmalte.

Obras famosas

Uma das peças mais famosas de Pompéia é a “Battle of Issus” (Batalha de Issus), que foi descoberta na Casa del Fauno, em 1831. Esta obra representa bem os primeiros estilos desenvolvidos pelos gregos. No primeiro e segundo século, no entanto, o uso de mosaicos havia se expandido para superfícies diferentes, o que pode ser visto na “Golden House of Nero” (Casa Dourada de Nero), em Roma. O melhor exemplo das imagens mitológicas e religiosas de Roma são os pisos monocromáticos em Ostia. Mosaicos bizantinos que demonstram a técnica do grande revestimento de parede desta época podem ser vistos na igreja de Sant' Apollinare Nuovo. Outros menores que exibem as áureas e pele dos santos podem ser vistos nas igrejas de Hosios David e Áyios Dhimítrios.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível