Estrutura das células beta pancreáticas

Escrito por contributing writer | Traduzido por giovana moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Estrutura das células beta pancreáticas
Aprenda sobre a estrutura das células beta pancreáticas (Jupiterimages/BananaStock/Getty Images)

As células beta pancreáticas constituem o tipo predominante de células no pâncreas, o qual secreta um hormônio chamado insulina. Este hormônio regula o armazenamento de glicogênio no fígado e acelera a oxidação de açúcar nas células. Logo, a deterioração das células beta costuma resultar em diabetes tipo 1 ou dependente de insulina. O pâncreas é uma glândula exócrina alongada localizada logo atrás do estômago. Dentro dele existem grupos de células que formam a parte endócrina do órgão, chamados ilhotas de Langerhans. As células beta são as mais prevalentes nas ilhotas.

Outras pessoas estão lendo

Significado

As células beta pancreáticas geram e liberam um hormônio chamado insulina, que é essencial especialmente para o metabolismo de carboidratos e a regulagem dos níveis de glicose no sangue (açúcar sanguíneo). Outro hormônio, chamado peptídio-C, é liberado na corrente sanguínea durante a produção da insulina nas células beta pancreáticas, fornecendo resistência contra neuropatias e outras doenças nervosas.

Estrutura

As células beta pancreáticas são anatômica e funcionalmente diferentes do tecido endócrino do órgão (diferentemente das células beta, esse tecido secreta enzimas pancreáticas), e elas produzem insulina e glucagon. O número de células beta varia de centenas a milhares. Seu peso total é de 1 a 2 g, e elas compõem apenas 1% a 2% da massa total do pâncreas.

Características

Os grupos de células beta pancreáticas são anexados a vários tipos de células, tais como as alfa, que secretam o glucagon (um hormônio cuja função é oposta à da insulina; ele ajuda a aumentar o nível de açúcar no sangue); as células delta, que secretam somatostatina (um neuro-hormônio que inibe a secreção de insulina); e as células PP, que secretam os polipeptídeos pancreáticos. Todas essas células são conectadas umas à outras por meio de espaços extracelulares e junções comunicantes para que elas possam trocar produtos celulares entre si.

Identificação

As células beta pancreáticas sofrem de falta de uniformidade no tamanho. Os diâmetros das menores e maiores são de 50 e 300 micrômetros, respectivamente.

Função

As células beta pancreáticas não produzem e liberam insulina simultaneamente no sangue. Sob a condição de alto nível de glicose, a insulina armazenada é liberada para restaurar o nível sanguíneo normal do açúcar. Essas células também liberam a amilina, que é um hormônio constituinte do pâncreas. Também chamada de ilhota amiloide polipeptídea (IAPP), a amilina tem como função regular o efeito de diferentes alimentos nos níveis de açúcar do sangue.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível