on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

Como evitar o refluxo ácido das cápsulas do óleo de peixe ômega 3

Atualizado em 13 junho, 2017

Embalados com ácidos graxos do ômega 3, os óleos de peixe apresentam uma grande variedade de benefícios potenciais para a saúde, desde proteger contra doenças do coração até aliviar inflamações. Esses suplementos têm se tornado cada vez mais populares entre aqueles que procuram melhorar a saúde geral e a longevidade. Os óleos de peixe podem, contudo, agravar os sintomas em algumas pessoas com certas condições gastrointestinais, como refluxo ácido. De acordo com especialistas, o óleo de peixe ômega 3 pode ser a causa de vários efeitos colaterais gastrointestinais, incluindo diarreia, aumento de arrotos, refluxo ácido, azia e indigestão. Os suplementos podem também resultar em inchaço e algum grau de dor abdominal. Se você está propenso a refluxo ácido, consulte seu médico sobre os suplementos do óleo de peixe. Se decidir continuar tomando, existem passos para minimizar o refluxo ácido.

Instruções

As cápsulas de óleo de peixe oferecem uma ampla variedade de benefícios, mas podem agravar o refluxo ácido (bcbrown100/iStock/Getty Images)
  1. Tome os seus suplementos com alimentos. Os especialistas relatam que tomar ômega 3 junto com alimentos poderá ajudar a minimizar o refluxo ácido ou outros efeitos colaterais gastrointestinais. Outra maneira de aliviar esses efeitos é começando com uma dose baixa de suplementos e aumentando a dose gradualmente. Converse com seu médico sobre a dose inicial recomendada e como aumentá-la.

    Loading...
    Tome os suplementos de óleo de peixe com alimentos (Hunterann/iStock/Getty Images)
  2. Abster-se de refeições agravará a azia na hora de tomar as cápsulas de ômega 3. Comer alimentos como chocolate ou cafeína em conjunto com o suplemento de óleo de peixe ômega 3 também poderá piorar os sintomas, alertam os especialistas.

    Tente evitar a azia ingerindo alimentos ao tomar cápsulas de ômega 3 (Easy_Company/iStock/Getty Images)
  3. Tente um suplemento de óleo de peixe que seja projetado para ser anti-refluxo. Algumas formulações incluem óleos cítricos, que emulsionam as moléculas do óleo de peixe. Isso poderá ajudar a neutralizar alguns dos seus efeitos, como os sintomas gastrointestinais. Você também deverá procurar por um suplemento que apresente revestimento entérico, pois este tipo de revestimento faz com que a cápsula ignore o estômago e dissolva-se no intestino delgado. Isso significa que o óleo de peixe não irá ser disperso no estômago.

    Considere um suplemento de óleo de peixe que seja projetado para atuar como anti-refluxo (Brian Balster/iStock/Getty Images)
  4. Procure por outros suplementos de ômega 3. Se você achar que tem dificuldade em tolerar os suplementos de óleo de peixe, investigue outras opções. Os suplementos que são à base de linhaça ou de sementes de cânhamo podem proporcionar uma concentração potente de ômega 3 sem os efeitos colaterais do óleo de peixe.

    Existem outros suplementos de ômega 3 que você poderá tentar (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)
  5. Seja paciente e aberto para os benefícios do ômega 3. Os suplementos de óleo de peixe poderão vir a melhorar o seu refluxo ácido. Os seus efeitos anti-inflamatórios promovem o funcionamento normal do esfíncter esofágico. Mesmo que possam causar alguma dificuldade inicial, eles podem vir a valer a pena. Converse com seu médico sobre um cronograma adequado para esperar benefícios.

    Os problemas com as cápsulas de óleo de peixe poderão valer a pena (Spectral-Design/iStock/Getty Images)
Loading...

Aviso

  • Evite comer à noite, e não se deite depois de comer. Isso se aplica a todos os que sofrem de refluxo ácido.

Referências

Loading ...
Loading ...