Por que flores de tomate secam e caem?

Escrito por alexis rohlin | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Por que flores de tomate secam e caem?
Existem muitos tipos diferentes de tomate (tomato image by Hao Wang from Fotolia.com)

O tomate é uma das frutas favoritas entre os americanos. Eles existem em vários tamanhos, desde o pequeno tomate-cereja até o impressionante "beefsteak" (que consiste em um tomate com peso de 450 gramas ou mais) e vários tipos têm sido plantados em climas específicos. Se você não tomar cuidado com que tipo de tomate está plantando em seu jardim, pode acabar sofrendo com a queda das flores, que é a condição onde a planta floresce, mas as flores morrem e caem sem produzir nenhum fruto.

Outras pessoas estão lendo

Causas da queda das flores

As principais causas pelas quais as flores de um pé de tomate secam e caem são fertilização em excesso e condições adversas do clima. Segundo a Universidade de Nevada, a queda é causada pelo seguinte: temperaturas muito altas ou muito baixas, baixa umidade, produção de muitos frutos, irrigação inadequada e fracas práticas de fertilidade.

Temperaturas

Como muitas plantas, os tomates são sensíveis às diferenças extremas de temperatura. Os pés de tomate prosperam em temperaturas entre 21ºC e 32ºC, e só toleram uma curta exposição a temperaturas acima de 32ºC e abaixo de 12ºC. Se o pé de tomate floresceu e passou por quatro noites de temperaturas muito baixas, as flores cairão. Temperaturas noturnas acima de 23ºC possuem o mesmo efeito nas flores. Isso acontece porque muito calor à noite faz com que a planta utilize todas as reservas de alimentos que produz durante o dia.

Polinização

A polinização bem sucedida é crucial para que uma flor produza um fruto. Se você vive em uma área que normalmente tem dias calmos de verão, sem vento, a falha na polinização pode ser um dos principais culpados da queda das flores. Outro fator que pode atrapalhar no processo de polinização é a falta de umidade. As flores do tomate precisam que a umidade relativa de seu ambiente esteja entre 40 e 70% para que o estigma do pistilo fique grudento o suficiente para que o pólen grude e fertilize a flor.

Método de polinização sugerido

Em temperaturas acima de 32ºC, o pólen das flores fica pegajoso e não é considerado viável. O setor hortícola da Universidade de Nevada recomenda direcionar um grande fluxo de água às flores duas vezes por dia durante as horas mais quentes para encorajar a polinização. A água evaporará rapidamente no calor e diminuirá a temperatura ao redor das flores, enquanto eleva a umidade relativa do ar. Isso solta o pólen e aumentará a produção de frutos.

Conjunto pesado de frutos

Às vezes, um pé de tomate novo produz muitos frutos e não consegue sustentá-los. Para evitar que mais frutos cresçam em uma planta que já está sobrecarregada, as flores se definharão e cairão. A melhor atitude a se tomar quando isso acontece é colher todos os frutos que estão crescendo e remover as flores. Quando eles forem removidos, a planta será capaz de começar o ciclo novamente e novas flores começarão a aparecer.

Problemas de irrigação

Regar demais as plantas, a seca e o estresse hídrico contribuem para a queda das flores. Pouca água, assim como irrigação excessiva em solos grossos e pesados que não drenam adequadamente, pode evitar que as raízes cresçam. Para evitar esse problema, certifique-se de manter a zona da raiz da planta, que possui uma profundidade de 90 cm a 1,5 m, uniformemente regada. Certifique-se de que o solo está lavrado adequadamente para manter a irrigação suficiente do sistema de raízes.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível