Importância da Interface Gráfica do Utilizador em um Sistema Operacional

Escrito por kate bruscke | Traduzido por marina pastore
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Importância da Interface Gráfica do Utilizador em um Sistema Operacional
Interface gráfica de um sistema operacional (Medioimages/Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Uma GUI, acrônimo em inglês para Interface Gráfica do Usuário, é uma forma visual e interativa dos programas que permite aos usuários que lidem com computadores e outras máquinas digitais usando um rol pré-definido de imagens e texto ao invés de comandos padrão digitados. A GUI direciona e representa a informação para a operação de uma máquina, e simplifica o uso para usuários casuais ou distantes da programação. O que é visto na tela ao se usar o sistema operacional e como o sistema é manipulado para abrir e fechar programas são ambas características da GUI do sistema operacional.

Outras pessoas estão lendo

Componentes

Uma GUI tem alguns componentes diversos à mostra para o usuário que incluem ícones, janelas e menus. Um ícone é um pequeno gráfico ou símbolo que representa um programa, diretório ou dispositivo. Uma janela é uma seção retangular do monitor em que um programa ou conteúdos diversos são mostrados. Algumas GUIs permitem que múltiplas janelas sejam abertas e manipuladas, de modo que o usuário possa rodar ou acessar múltiplos programas ou arquivos simultaneamente. Menus podem ser listas gráficas ou textuais, ou mesmo comandos. Quando ativados por meio do clique do mouse por parte do usuário, eles ativam ou desativam o comando desejado.

Vantagens

GUIs simplificam a operação de um computador ou outras máquinas, permitindo que usuários que não estejam familiarizados com programação que usem a máquina de diversas maneiras. GUIs também são projetadas para que sejam intuitivas e permitam que o usuário ganhe experiência e conhecimento conforme usam a interface; na verdade, muitas GUIs são programadas para mostrar a consequência de qualquer ação imediatamente. Quando um usuário clica um ícone de programa, o programa abre. Quando um usuário deleta um arquivo de uma área de trabalho, o ícone do arquivo desaparece. Por trás de cada GUI, no entanto, está uma interface de linha de comando -- ou CLI -- que requer comandos de texto digitados por meio de um teclado para operar e, por isso, pede conhecimento do comando apropriado. Algumas das CLIs mais famosas incluem o MS-DOS e sistemas operacionais baseados em Unix ou Linux.

Avanços

GUIs permitem que usuários acessem computadores em maneiras "não nativas" para a máquina. Em geral, CLIs permitem que usuários executem uma ação de cada vez, ainda que a CLI dê aos usuários mais poder e flexibilidade na maneira como eles operam o computador. GUIs permitem a execução de tarefas múltiplas,com janelas variadas e acessíveis que contenham programas ou arquivos rodando simultaneamente, ainda que os usuários estejam restritos às ações permitidas pela interface. As vantagens disto, claro, além da facilidade do uso, são produtividade e conveniência bastante aumentadas. O uso de GUIs também causou o surgimento de novos profissionais e indústrias, e acabou com outros. Por conta do número amplo de usuários que podem acessar aplicativos computacionais poderosos por meio de uma GUI, os campos da publicação por área de trabalho, edição de filmes e fotos e desenvolvimento web mudaram dramaticamente.

História

Ainda que a história das interfaces gráficas possa remontar até a Segunda Guerra Mundial, quando o cientista do Massachussets Institute of Technology Vannevar Bush especulou acerca de um programa gráfico que permitisse que usuários acessassem dados de maneira simplificada, foi Steve Jobs que trouxe a GUI aos computadores pessoais quando estabeleceu a Apple Computers no final dos anos setenta. Jobs adotou trabalhos feitos no Xerox Palo Alto Research Center (PARC) que, experimentados com interfaces humano-computador e arquitetura de dados, resultaram no primeiro sistema operacional baseado em GUI.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível