Como fazer uma linha de baixo

Escrito por carlos mano | Traduzido por joanna dalleth
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como fazer uma linha de baixo
A linha debaixo é um componente fundamental da maioria das músicas feitas por bandas (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A linha de baixo suporta o que os outros instrumentos da banda estão fazendo. Existem três componentes que formam quase toda música: harmonia, ritmo e melodia. A linha de baixo delineia cada componente. Se o baixo parar de tocar e todo o resto dos instrumentos continuar, a música soará pobre e difícil de se dançar. Mesmo ouvintes que sabem pouco sobre o assunto, sabem que algo está errado, embora eles não consigam apontar o que é. A linha de baixo é o pedestal em que a música se estabelece.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

Instruções

    Instruções

  1. 1

    Estabeleça a harmonia -- o ambiente em que a música é tocada -- com a linha de baixo. A linha de baixo mais simples que você pode tocar é pegar o nome dos acordes que definem a harmonia e reproduzir essas notas. Por exemplo, uma canção de blues em Mi terá alguns ciclos -- seqüência de quatro tempos -- na corda Mi e alguns outros ciclos no acorde Lá. Haverá também alguns ciclos na corda Si. Apenas tocar as notas Mi, Lá e Si nos momentos apropriados formará uma adequada -- mas um pouco entendiante -- linha de baixo. A maioria dos baixistas pensa em tocar os nomes de acordes como o ponto de partida para desenvolver uma linha de baixo.

  2. 2

    Marque o ritmo. O baixo estabelece a harmonia, mas também marca o ritmo. Por exemplo, em uma canção 4/4 o baixo provavelmente tocará uma nota sobre a primeira e a terceira batidas de cada medida -- marcando a primeira batida mais alta do que a terceira. Bons dançarinos ouvem o baixo -- mesmo que seja inconscientemente. Para músicas 3/4 o baixo pode marcar o primeiro tempo de um compasso e não as outras duas batidas.

  3. 3

    Invente um pequeno padrão melódico que se encaixe em cada ciclo para dar uma certa vida a uma linha de baixo. Os baixistas costumam fazer um padrão rítmico que estende o ciclo e tocará esta figura transposta para todos -- ou muitos -- dos acordes da harmonia. Uma boa maneira de criar essas figuras melódicas é considerar a outra nota da harmonia -- e não apenas o nome do acorde. Por exemplo, se você estiver tocando uma música em Mi, o acorde Mi, na verdade, contém três notas: Mi, Sol sustenido maior e Si. Adicionar o Sol sustenido maior e o Si ao ciclo de Mi, geralmente fora das principais batidas, torna a linha de baixo mais fluida e interessante.

Dicas & Advertências

  • Ouvir outros músicos estimula seu subconsciente, tornando mais fácil a criação de suas próprias linhas de baixo.
  • A linha de baixo que soa bem em uma ou mais músicas soará terrível em algumas músicas. Quanto mais teoria souber, melhor suas linhas de baixo serão, mas a teoria é apenas o ponto de partida. Como soa é o critério fundamental -- se soa bem, é bom.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível