O que é marcha instável em filhotes de cachorro?

Escrito por jessa menamos | Traduzido por carla oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que é marcha instável em filhotes de cachorro?
Se o seu cachorro constantemente tenta se estabilizar, leve-o ao veterinário para um check-up (Hemera Technologies/Photos.com/Getty Images)

Ganhar um cachorro é, normalmente, um momento alegre e emocionante. Assistir seus pequenos cachorrinhos felizes e brincando ao ar livre é um dos aspectos mais agradáveis de ser um dono, por isso você tem motivos para se preocupar se perceber que seu animal de estimação está tremendo ou andando com dificuldade. Um andar irregular ou instável pode ser causado por uma série de condições, sendo, muitas vezes, um indicador de que o seu cachorro precisa de atenção médica imediata.

Outras pessoas estão lendo

Síndrome de Wobbler

A condição das vértebras cervicais (pescoço), que faz com que o andar fique cambaleante ou instável em um cão, junto com a dor e fraqueza, é chamada de Síndrome de Wobbler, ou Spondylolithesis. A dor e instabilidade que a doença produz a si mesmo pode se manifestar como falta de coordenação, andar com uma aparência de embriaguez, paralisia das patas traseiras ou da frente, ou uma relutância em mover o pescoço, observa Audrey Pavia, um escritor freelancer e ex-editor-chefe da revista "Dog Fancy". Dobermans dinamarqueses e pinschers são altamente suscetíveis à doença; os filhotes doentes foram diagnosticados entre 10 a 18 meses de vida. No entanto, outros cães, incluindo boxers, Rhodesian Ridgeback e samoiedas também desenvolveram a condição.

Displasia coxofemoral

A displasia coxofemoral afeta mais de 50% das grandes raças de cães, de acordo com o Instituto Baker de Saúde Animal da Universidade de Cornell. Algumas das raças que são mais suscetíveis incluem pastores alemães, cães bernese de montanha, boxers, grandes dinamarqueses, labradores, golden retrievers, mastins, huskies siberianos, rotweillers e são bernardos; filhotes que desenvolvem displasia coxofemoral são mais propensos a serem diagnosticados entre quatro meses e um ano de vida. A doença produz uma vasta gama de sintomas. Em filhotes, a instabilidade pode parecer um caminhar embragado e falta de coordenação. Além disso, a condição deixa os membros posteriores fracos ou subdesenvolvidos, uma vez que os cães, muitas vezes, colocam a maior parte de seu peso em suas patas dianteiras e na frente do seu corpo.

Hemivértebras

Embora as condições que causam a instabilidade sejam mais predominantes em raças de cães grandes, os cães de pequeno porte também podem desenvolver tais doenças. Por exemplo, os pugs são propensos a hemivértebras. De acordo com o Pug Dog Club of America, esta condição, que envolve a coluna vertebral, produz sintomas, incluindo caminhar instável, cambaleante, incoordenação e fraqueza. Esta grave desordem pode até causar paralisia, pois é uma doença degenerativa. Hemivértebras são comuns no que é conhecido como "raças de focinho curto", incluindo bulldogs, pugs e bulldogs franceses, e geralmente afeta filhotes entre quatro e seis meses de idade.

Envenenamento

Dr. Jennifer Gyles, um veterinário especializado em cuidados de emergência, afirma que a instabilidade pode ser um sintoma de envenenamento. Se o caminhar instável vier acompanhado de vômitos, diarreia, salivação, dor abdominal, hiperexcitabilidade, convulsões ou fraqueza, leve seu animal para a emergência do hospital veterinário imediatamente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível