Como saber quando a massagem na gravidez é contraindicada

Escrito por ehow contributor | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como saber quando a massagem na gravidez é contraindicada
Saiba que cuidados tomar ao fazer massagem em uma grávida (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A massagem na gravidez é um ótimo serviço para grávidas. Frequentemente elas sofrem com dor nas costas e nos pés, inchaço das pernas e dor no pescoço e ombros. Dar uma massagem a uma cliente grávida é uma ótima experiência para ela, especialmente no terceiro trimestre, mas existem algumas coisas que você precisa saber antes de começar.

Nível de dificuldade:
Fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Faça algumas perguntas à sua cliente antes de marcar um horário. Você precisa saber de quantos meses ela está, quais são seus objetivos com a massagem e quaisquer problemas de saúde que ela teve nessa gravidez ou nas anteriores. É uma boa ideia pedir por uma autorização do médico dela para o tratamento, então, peça o nome e número de telefone dele e peça por essa permissão.

  2. 2

    Peça à cliente para preencher um formulário de informações quando ela chegar para detalhar quaisquer problemas que ela possa ter. Complicações comuns durante a gravidez incluem pressão alta, diabetes gestacional, aumento do risco de coágulos nas pernas e edema grave. Se sua cliente tiver qualquer um desses problemas, não continue com a massagem. Todas essas condições são totalmente contraindicadas.

  3. 3

    Esteja ciente dos fatores que contribuem para o aborto, como idade avançada da mãe, abortos anteriores, problemas genéticos e hábitos não saudáveis. Se você suspeita ou sabe que sua cliente pode ter um fator de risco para o aborto, continue com a massagem cuidadosamente e apenas com a permissão do médico. Pode ser interessante você criar um formulário de autorização para que as grávidas assinem antes de você tratá-las, já que isso renuncia sua responsabilidade no caso de algo acontecer.

  4. 4

    Continue com a massagem se você determinou que a mãe é capaz de receber esse serviço. Você pode escolher usar almofadas especiais que permitam que ela deite de bruços, mas existem opiniões diversas sobre isso, então, use seu próprio julgamento. Você pode usar uma cadeira de massagem se a cliente não conseguir se deitar de forma confortável na mesa.

  5. 5

    Use as técnicas gerais suecas, como a effleurage, para massagear o corpo da sua cliente. A drenagem linfática manual e a tapotagem de qualquer tipo são contraindicadas, então não use essas técnicas em uma grávida. Use uma pressão média — não aplique pressão profunda ao corpo todo, embora em alguns pontos isso seja seguro de se fazer.

  6. 6

    Familiarize-se com os pontos de pressão que estimulam o trabalho de parto, como o tornozelo e a área entre o polegar e o dedo indicador. Não aplique muita pressão ou fricção a essas áreas, a menos que a cliente esteja tentando induzir o parto (por exemplo, se ela tiver passado da data prevista).

  7. 7

    Massageie gentilmente a barriga da mãe para encorajar a ligação com o bebê. A pressão nessa área deve ser leve ou média, já que as técnicas profundas são inapropriadas durante a gravidez. Massagem abdominal é completamente contraindicada no primeiro trimestre. Algumas mulheres não gostam de ter sua barriga massageada, então converse com a mãe antes de fazer isso.

Dicas & Advertências

  • Se você suspeitar que algo está errado, pergunte a sua cliente como ela está se sentindo e esteja preparado para ligar ao serviço de emergência se ela entrar em trabalho de parto ou desenvolver uma complicação.
  • Evite usar óleos essenciais quando estiver tratando uma grávida, a menos que você seja bem instruído sobre aromaterapia. Óleos essenciais são muito poderosos, e muitos terapeutas os usam sem perceber isso.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível