Medicamentos que afetam a creatinina sérica em cães

Escrito por angela brady | Traduzido por giovana moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Medicamentos que afetam a creatinina sérica em cães
Muitos medicamentos podem elevar os níveis de creatinina sérica de um cão (dog image by Bobi from Fotolia.com)

Quando um veterinário faz exames de sangue em seu cão, uma das coisas que ele verifica são os níveis de creatinina sérica. A quantidade de creatinina no sangue do seu cão podem indicar indiretamente a função dos rins, pois a creatinina é o produto final do metabolismo de certos compostos de energia nos músculos. Se o exame revelar que os níveis de creatinina estão elevados, ele pode indicar que os rins não estão filtrando os detritos na urina corretamente, embora os níveis não sejam diretamente correlatos com o nível de função dos rins. Certos medicamentos para várias condições podem afetar adversamente os níveis de creatinina sérica.

Outras pessoas estão lendo

Enalapril

O Enalapril é usado para tratar cães com cardiomiopatia e outras condições cardíacas crônicas. É um tipo de dilatador de artérias chamado inibidor de enzima conversora angiotensina (ECA), e trabalha ao afrouxar a constrição das artérias e permitir que o sangue flua mais livremente. Isso permite que o coração continue a funcionar sem trabalhar tanto. Quando um animal começa a tomar Enalapril, o veterinário vai monitorar seus níveis de creatinina por algumas semanas para se certificar de que a dose necessária para controlar a condição cardíaca não vá sobrecarregar os rins. Ele também vai examinar o sangue a cada três ou quatro meses para que quaisquer problemas que possam surgir sejam identificados precocemente antes de causarem danos mais severos.

Trimetoprim / Sulfametoxazol

O trimetoprim/sulfametoxazol é uma formulação antibiótica usada para tratar uma variedade de infecções, incluindo a tosse dos canis e as infecções do trato urinário, da pele, dos ouvidos e da próstata. Embora os efeitos colaterais sejam raros, o uso a longo prazo pode causar falência dos rins em alguns cães. Níveis elevados de creatinina sérica e nitrogênio na ureia do sangue vão confirmar isso, e um antibiótico diferente deve ser usado. O cão também vai precisar ser tratado quanto à falência renal.

Furosemida

A furosemida é um diurético frequentemente prescrito para cães que precisem de uma limpeza interna. O edema é um inchaço cheio de fluido que geralmente ocorre nos membros, e pode ser resultado de uma condição cardíaca ou infecção. A furosemida trabalha para remover o excesso de fluido do tecido inchado para que ele possa ser excretado pela urina. Se a furosemida for parte de uma terapia a longo prazo, o sangue do cão deve ser monitorado quanto a níveis elevados de nitrogênio na ureia sanguínea e de creatinina sérica regularmente, para que problemas nos rins sejam identificados precocemente.

Meloxicam

Meloxicam é um antiinflamatório não-esteroide comumente prescrito para cães que sintam dores de osteoartrite, e trabalha para reduzir a inflamação da articulação que está causando a dor e inibindo os movimentos. Embora considerado um medicamento muito efetivo para esta condição, o Meloxicam pode ser severo com os rins de certa forma, quando administrado em altas doses por um longo período de tempo. Se o Meloxicam for parte de um plano de tratamento a longo prazo, a química do sangue deve ser monitorada periodicamente para níveis elevados de creatinina sérica e nitrogênio na ureia sanguínea. O uso de outro antiinflamatório não-esteroide junto com o Meloxicam pode aumentar o risco de danos aos rins.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível