×
Loading ...

Níveis normais de bilirrubina na urina de cães

Atualizado em 17 abril, 2017

A bilirrubina é um composto no sangue de cães que é excretado nas fezes e na urina. A substância marrom-amarelada é um subproduto da degradação de heme no sangue. O heme está presente na hemoglobina nas células sanguíneas vermelhas e é responsável pelo transporte de oxigênio. Sua degradação é uma parte normal de reciclagem das células sanguíneas vermelhas pelo corpo. Após o heme ser degradado, a bilirrubina resultante é levada para o fígado, onde ela é processada em uma forma solúvel em água que pode ser levada para os intestinos e rins para ser excretada.

Os níveis de bilirrubina em um cão devem ser monitorados (Chris Amaral/Digital Vision/Getty Images)

O que é muito alto?

Os níveis normais de bilirrubina na urina de um cão são menos de 1 miligrama por decilitro (mg/dl). Uma vez que a bilirrubina atinge 2 mg/dl, então, o cão ficará com icterícia, a qual é uma cor amarelada na pele e branco dos olhos. Quando isso acontece, o cão terá de ser tratado para a causa subjacente da bilirrubina elevada. Descobriu-se que as causas para a icterícia estão classificadas em três categorias: pré-hepática, hepática e pós-hepática.

Loading...

Icterícia pré-hepática

A icterícia pré-hepática é causada por uma destruição excessiva das células sanguíneas vermelhos, a qual é denominada hemólise, ou por lesão muscular significativa. As células musculares lesadas liberam heme, o qual é degradado em bilirrubina extra. A hemólise resulta em anemia. Para tratamento, a causa subjacente para a anemia deve ser encontrada e tratada. Isto pode incluir qualquer coisa, desde hemorragia interna, ao câncer, à infecção.

Icterícia hepática

A icterícia hepática é causada por uma doença ou um distúrbio do fígado. Isto pode incluir uma infecção, a qual pode ser tratada com antibióticos. Muitas doenças do fígado só podem ser tratadas com medicamentos, vitaminas ou outros suplementos.

Icterícia pós-hepática

A icterícia pós-hepática é causada por uma obstrução no duto biliar ou um vazamento no trato biliar ou doença da vesícula biliar. Essa é geralmente tratada com remoção cirúrgica do bloqueio ou da vesícula biliar ou reparação cirúrgica do vazamento. A pancreatite também pode causar uma obstrução no duto biliar e o bloqueio pode se curar por conta própria quando ela é tratada.

Diagnóstico

O diagnóstico de icterícia começa com um exame de sangue. Se o cão está anêmico, então, a causa subjacente para a anemia deve ser encontrada.

Se o cão não está anêmico, então, uma análise química do sangue é feita para verificar se há outros níveis de enzimas e outros compostos que possam indicar doença hepática ou doença da vesícula biliar.

O próximo passo seria fazer um exame de raios X sob anestesia para procurar bloqueios ou vazamentos ou verificar as condições e o tamanho do fígado e da vesícula biliar. O ultrassom pode ser usado para examinar a existência de obstruções. Uma biópsia do fígado pode ser necessária para verificar se há doença hepática.

Se a causa ainda não é determinada após todas essas etapas, o último recurso seria a cirurgia exploratória para buscar as causas que não aparecem em exames de raios X ou ultrassom.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...