Como obter a roda de cores com tinta acrílica

Escrito por j.e. myers | Traduzido por aline fernandes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como obter a roda de cores com tinta acrílica
Aprenda a misturar corretamente as cores para criar novas tonalidades (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Graças à magia dos princípios da roda de cores, um artista ou um entusiasta do artesanato pode, teoricamente, combinar quaisquer duas cores primárias (vermelho, azul ou amarelo) para criar as cores secundárias do arco-íris (laranja, verde e roxo) e todas as tonalidades entre elas. Mas misturar cores com tinta nem sempre produz um resultado aceitável. Os pintores precisam seguir algumas orientações para evitar misturar tonalidades apagadas e "lamacentas".

Nível de dificuldade:
Fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Utilize cores primárias "puras". Evite utilizar tonalidades escuras (que contenham preto) ou claras (que contenham branco) das cores primárias. Em vez disso, utilize matizes de vermelho, azul e amarelo que sejam os mais próximas à cor primária "ideal" mostrada na roda de cores. Para tintas vermelhas, o tubo ou pote será rotulado de "Vermelho Cádmio". Evite "Magenta", pois essa cor encontra-se próxima demais da extremidade violeta do espectro. Para tintas azuis, o "Cobalto" será um azul verdadeiro. Evite tonalidades mais escuras e "marinhas" de azul. Nas tintas amarelas, procure por "Amarelo Cádmio" ou pela palavra "Zinco" no nome. Se você utilizar tonalidades escuras ou claras, o resultado de qualquer mistura dessas cores primárias será mais "lamacento" ou cinzento. Um vermelho e um azul, por exemplo, produzem uma cor roxa, mas utilizar um azul escuro e um vermelho claro criará um roxo que é apagado e cinzento.

  2. 2

    Compre as tintas acrílicas da mais alta qualidade que puder. Produtos acrílicos mais baratos costumam conter impurezas e as cores são desenvolvidas com substâncias químicas mais baratas. Quando tintas acrílicas baratas são misturadas, os resultados tendem a ser apagados e lamacentos. Uma tinta mais cara costuma valer a pena se você precisar de cores verdadeiras, vibrantes e bonitas para seu projeto. As tintas caras se misturam com um resultado mais satisfatório e podem economizar dinheiro dessa forma.

  3. 3

    Misture duas cores primárias gradualmente. Se quiser produzir uma cor secundária, como o verde (amarelo e azul), laranja (vermelho e amarelo) ou roxo (vermelho e azul), comece com a cor mais "quente" (vermelho ou amarelo) e coloque uma colher de chá cheia dessa cor em sua paleta. Introduza a cor mais fria (azul ou vermelho) em pequenas quantidades. 1/8 de colher de chá, depois 1/4 de colher, depois 1/2 colher, misturando entre cada adição. Misture as duas cores completamente com um pincel ou uma faca de paleta. Anote a quantidade introduzida da segunda cor. Quando produzir a cor misturada desejada, você terá uma boa fórmula para misturar a cor em uma porção maior. Misturar em pequenos lotes de teste como esse torna possível parar, se o resultado for apagado ou lamacento, antes de gastar tinta demais.

  4. 4

    Escureça ou clareie uma cor misturada utilizando pequenas quantidades de um preto puro, como o "Preto de Marte", ou de um branco puro, como o "Branco de Titânio". Assim como as cores primárias, os pretos e brancos também podem variar de acordo com as fórmulas. Evite pretos que sejam "roxos" demais, e brancos que sejam "cremes" demais.

Dicas & Advertências

  • Se estiver alterando a espessura das tintas acrílicas com água ou outro produto, certifique-se de utilizar o produto mais puro disponível. Água suja e extensores e produtos de escultura baratos também podem deixar as cores lamacentas e apagadas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível