Óleos essenciais: conheça e tire proveito desse tesouro da natureza

Escrito por anna rangel
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Óleos essenciais: conheça e tire proveito desse tesouro da natureza
Os óleos essenciais são extraídos de plantas de aroma forte, como o alecrim (Comstock Images/Stockbyte/Getty Images)

Os óleos essenciais são retirados de plantas aromáticas como a lavanda, o eucalipto e a verbena, e usados como forma de combater sintomas leves. O uso deles como agentes medicinais é antigo e disseminado ao redor de todo o mundo. No Egito, na China e na Índia eram comuns em incensos, poções e despejados pelo corpo, como uma forma rudimentar de aromaterapia. Os óleos essenciais não devem ser confundidos com as essências, produzidas de forma industrial, que contêm apenas o cheiro da planta, sem nenhuma propriedade terapêutica.

Outras pessoas estão lendo

Os óleos essenciais mais comuns

São produzidos no País óleos essenciais de plantas típicas brasileiras, como andiroba, copaíba e citronela, além de alecrim, hortelã, arnica, cânfora, laranja, melissa, camomila, limão, laranja, benjoim, tangerina, gengibre, cravo, cedro e menta. O País é o maior produtor de óleos cítricos e de pau-rosa, uma árvore comum da Mata Atlântica. Estes óleos são aproveitados em boa parte pela indústria de cosméticos, na fabricação de perfumes, óleos de cabelo e pele e cremes, e pela indústria alimentícia, na produção de alimentos e bebidas.

Óleos essenciais: conheça e tire proveito desse tesouro da natureza
Os óleos também podem ser usados em casa, como aromatizante de ambientes (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

Os óleos essenciais e suas propriedades

Os óleos essenciais são usados com muita frequência na aromaterapia, que aproveita as propriedades terapêuticas deles para aliviar desconfortos físicos e ansiedade, além de oferecer uma alternativa cosmética natural para problemas como acne, celulite, estrias e contra a dor de queimaduras. Isso porque os profissionais e esteticistas se aproveitam da alta concentração dos elementos terapêuticos para garantir o alívio destes sintomas. Os óleos são extraídos das plantas por meio de prensagem e destilação: uma gota equivale a cerca de 20 xícaras da planta, in natura.

Óleos essenciais: conheça e tire proveito desse tesouro da natureza
Os óleos essenciais são usados na aromaterapia (Creatas/Creatas/Getty Images)

Os principais óleos essenciais típicos do Brasil

O óleo de copaíba, extraído por uma incisão no tronco da árvore homônima, é originário da região amazônica. Conhecido por suas propriedades antiinflamatórias, ele também era usado pelas populações do norte do Brasil como um remédio para dor de cabeça. A substância também ajuda no tratamento de leishmaniose, segundo uma pesquisa do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), e pode servir como um antimicrobiano. A Universidade Federal do Amazonas (UFAM) também pesquisa o uso da copaíba no alívio de tratamentos dentários. De acordo com os pesquisadores, a substância poderá ser útil no tratamento de canal.

Óleos essenciais: conheça e tire proveito desse tesouro da natureza
O óleo de copaíba pode ser usado em massagens e banhos (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

Pau-rosa, das florestas brasileiras para Chanel

Com madeira vinda da Guiana Francesa, em 1875 se inicia a extração dos componentes terapêuticos do pau-rosa, árvore de grande porte típica da floresta amazônica. O sucesso do produto na França fez com que ele fosse o primeiro óleo brasileiro a ser produzido em larga escala para exportação, cinquenta anos depois. O delicado cheiro dele fez com que se tornasse um dos principais ingredientes da clássica fragrância Chanel n° 5. O óleo de pau-rosa é usado como relaxante e tranquilizante em tratamentos de aromaterapia.

Óleos essenciais: conheça e tire proveito desse tesouro da natureza
O pau-rosa é usado em perfumes, mas seu óleo pode ser adquirido em lojas especializadas (Jupiterimages/Stockbyte/Getty Images)

Óleo de alecrim para purificar o ar

O óleo de alecrim se popularizou pelo seu uso em hospitais na costa mediterrânea do sul da França, que o queimavam para purificar e limpar o ar em suas instalações. Além disso, é indicado para cãibras, exaustão, cansaço mental e estafa, além de debilidade geral e asma. O uso, porém, é contraindicado para epiléticos e quem tem hipertensão. O alecrim também é considerado um excelente fitoterápico, indicado para o alívio da tosse e dos sintomas da gripe, problemas respiratórios como a asma, contra dores causadas por contusões e contra a queda de cabelo.

Óleos essenciais: conheça e tire proveito desse tesouro da natureza
O versátil alecrim pode ser usado como compressas em torsões e contusões (Thinkstock/Stockbyte/Getty Images)

O relaxante e perfumado óleo de lavanda

O óleo de lavanda também é versátil e pode ser usado das mais variadas formas. Na massagem e na acupuntura, é frequentemente usado por conta de suas propriedades calmantes, antibacterianas e antivirais. Ele também pode ser usado contra a insônia, ansiedade, estresse, dores pós-operatórias e contra a queda de cabelo. No passado, havia o hábito de se encher as almofadas com flores de lavanda, para ajudar os insones e diminuir a agitação. A planta também pode ser usada em banhos, contra dores musculares e das articulações, e é um aliado contra a pele seca, hidratando e equilibrando-a levemente.

Óleos essenciais: conheça e tire proveito desse tesouro da natureza
A lavanda, de origem europeia, é matéria-prima de um dos óleos essenciais mais conhecidos do público (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Camomila, um grande calmante

Existem dois tipos de camomila: a alemã (mais conhecida e a variedade usada no Brasil) e a romana. As duas são usadas no tratamento de problemas no trato digestivo, doenças de pele, infecções leves, espasmos musculares e calmante - este último sobretudo como máscara para o rosto e para a região dos olhos, sendo particularmente eficiente contra a acne. A camomila também pode ser usada, como chá, para aliviar resfriados, dores de garganta e inflamações bucais como a gengivite. Por suas propriedades calmantes, pode ser ministrada também contra a insônia e ansiedade.

Óleos essenciais: conheça e tire proveito desse tesouro da natureza
As flores da camomila (foto) são as partes mais usadas para óleos e chás (Medioimages/Photodisc/Photodisc/Getty Images)

A utilidade dos óleos essenciais

Os óleos essenciais podem ser usados de forma terapêutica, como parte de fitoterápicos, em aromaterapia ou em massagens, aproveitando suas valiosas propriedades. Outra forma de utilizá-los em casa é usando um queimador de óleo, no qual uma vela é posta na parte inferior do objeto permitindo a queima do óleo, que espalha seu cheiro no ambiente. Use-os também em banhos de banheira ou chuveiro, espalhando uma gotinha na água ou pelo corpo, em escalda-pés ou em produtos cosméticos caseiros, como máscaras de argila para acalmar e regenerar a pele.

Óleos essenciais: conheça e tire proveito desse tesouro da natureza
As propriedades dos óleos essenciais podem ser usados em banhos; basta jogar algumas gotas do produto na água (Jupiterimages/Stockbyte/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível