Por que pacientes com tuberculose tem suor noturno?

Escrito por suzanne fantar Google | Traduzido por mariana dsp
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a tuberculose é responsável por 3 milhões de mortes no mundo todo por ano, enquanto aproximadamente 2 milhões de pessoas têm tuberculose latente. Se não for tratada, ela pode ser fatal em cinco anos, em 50% a 60% dos casos.

Outras pessoas estão lendo

Causas e processo da doença

A tuberculose é decorrente de uma infecção da bactéria "Mycobacterium tuberculosis". Ela é transmitida pelo ar, por espirros e tosses das pessoas contaminadas. Quando inalada, existem diversos cursos possíveis: ela pode ser exterminada pelo sistema imunológico; multiplicar-se e causar uma infecção tuberculosa primária; ou ficar inativa e não causar nenhum sintoma. Após essa inatividade ou a ocorrência primária, a bactéria pode voltar com força total para causar a doença.

Tipos

Apesar de a tuberculose normalmente afetar os pulmões, outros órgãos podem ser afetados também em aproximadamente um terço dos casos. Outros tipos incluem meningite tuberculosa, tuberculose esqueletal (normalmente na coluna), tuberculose geniturinária, tuberculose gastrointestinal, linfadenite tuberculosa (que costuma afetar o pescoço) e tuberculose cutânea.

Sinais e sintomas

O suor noturno costuma ocorrer no início da tuberculose, junto com mal-estar, perda de peso e febre. Outros sintomas comuns incluem falta de ar, fadiga, perda de apetite, dor no peito e tosse persistente (por vezes, com sangue).

Possíveis causas do suor noturno

O suor costuma ocorrer devido às mudanças do centro de termorregulação. Nos pacientes de tuberculose, ele pode ser o resultado da produção de citocina por algumas células específicas do sistema imunológico chamadas de macrófagos. Os macrófagos são as primeiras células afetadas pela tuberculose, e as citocinas são proteínas que são liberadas para ajudar a regular a resposta imunológica à infecção.

Progressão dos sintomas

Quando acompanhado por febre, o suor noturno costuma indicar uma infecção. A febre é boa porque aumenta a mobilidade das células imunológicas, que combatem infecções, como a tuberculose. Se a temperatura aumentar muito, o corpo produz suor para resfriá-lo. Contudo, à noite, como o ar não circula entre os lençóis, ele fica preso e começa a esquentar. Como resultado, o suor aumenta, fazendo com que o paciente acorde muito suado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível