O papel do adubo no crescimento de plantas

Escrito por tony oldhand | Traduzido por rayssa amorim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O papel do adubo no crescimento de plantas
Essas plantas parecem saudáveis graças aos nutrientes adequados do solo (Plants image by Degitail Imaging from Fotolia.com)

Os adubos desempenham um papel fundamental no cultivo de uma planta saudável. Sem ele, muitas plantas morrerão. Os nutrientes necessários que não são obtidos através de outras fontes podem ser encontrados nos adubos, e é dessa forma que eles atuam no crescimento de plantas. Ao usá-lo da maneira correta, na quantidade adequada, o resultado será uma planta próspera e vigorosa.

Outras pessoas estão lendo

Fotossíntese

As plantas são seres vivos e, portanto, se alimentam, respiram, crescem e produzem resíduos. Esse processo é chamado de fotossíntese, porque depende da luz (foto) para que o processo (síntese) aconteça. Os botânicos ainda não compreendem a fotossíntese por completo, mas é certo que os adubos contribuem para o processo, fornecendo o "alimento" da planta.

Os efeitos dos nutrientes

As plantas absorvem (comem) os nutrientes através de suas raízes. Os nutrientes encontrados nos adubos são solúveis em água e, como as raízes a absorvem, eles são transportados também. Em seguida, ocorre a fotossíntese, que converte a luz, os nutrientes e a água em crescimento do caule, da folha e (no caso de plantas comestíveis) em vitaminas.

Tipos de nutrientes necessários

Os três tipos principais de nutrientes necessários à planta são o nitrogênio (N), o fósforo (P) e o potássio (K). Outros nutrientes necessários, mas em menores quantidades, são o magnésio (Mg), o enxofre (S) e o manganês (Mn). Em ainda menores quantidades são necessários o ferro, o cobre, o boro e o zinco.

Tipos de adubos

Existem dois tipos principais de adubo: o orgânico e o inorgânico. O primeiro é constituído de resíduos animais. Este pode incluir estrume de vaca, esterco de porco e excremento de galinhas ou morcegos. Para que a planta seja certificada como orgânica, apenas resíduos animais são usados para adubá-la. O fertilizante inorgânico é uma versão sintética (feita pelo homem) do esterco. É produzido ao combinar potássio, fósforo e outras substâncias químicas, assemelhando-se ao orgânico. O efeito final é o mesmo: após aplicado no solo, os nutrientes infiltram a terra e são absorvidos pelas raízes da planta.

Recomendações

A noção de que "quanto mais, melhor" é um equívoco quando se trata de adubos. Adubar de maneira exagerada pode ser tão prejudicial quanto a falta de adubo e, de acordo com a Universidade da Georgia, isso pode retardar a produção de frutos em tomateiros. Cada planta tem sua própria necessidade de nitrogênio, fósforo e potássio, além de outros minerais. As necessidades de uma roseira são diferentes daquelas de um pinheiro. Para determinar a quantidade certa, consulte um viveiro de plantas local ou escritório agrícola.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível