A arte de plantar uma árvore de forma a subir pela parede

Escrito por cat reynolds | Traduzido por mariana mendonça
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A arte de plantar uma árvore de forma a subir pela parede
Aprenda a fazer com que uma árvore suba pela parede (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Plantar e treinar uma árvore para crescer artísticamente subindo uma parede é chamado ''espalier'', uma palavra francesa que originalmente se refere à treliça, mas também é usada para a arte de fazer com que a planta cresça em um padrão plano. Sempre uma forma de chamar a atenção, uma árvore trepadeira pode ser pequena ou grande o suficiente para cobrir um muro de jardim.

Outras pessoas estão lendo

Árvores e arbustos que são bons de guiar pela parede

Árvores e arbustos com galhos longos funcionam bem como plantas trepadeiras, de acordo com Susan Mahrs, horticultora e mestre em jardinagem na Universidade de Wisconsin, nos Estados Unidos. Tradicionalmente, macieiras e pereiras são as melhores escolhas, mas outras árvores frutíferas também funcionam bem, assim como plantas ornamentais e arbustos floridos. Exemplos destes incluem rosas, buganvílias, camélias, azevinhos, macieiras floridas, ivones amarelas, magnólias e zimbros.

Preparação do solo

Como todas as plantas, as árvores e arbustos trepadeiros precisam de um bom solo. O que é um bom solo depende das necessidades da planta escolhida. Kits de testes de solo estão disponíveis para venda em viveiros de plantas, mas não importa se o jardineiro precisa suavizar ou acidificar o solo para agradar à planta, a adição de compostos orgânicos como turfa, ou composto orgânico doméstico com um pouco de casca misturado a ele, vai ajudá-la a começar bem e dar a suas raízes um lugar macio para se espalharem.

Plantas treapadeiras precisam de suporte

Todas as plantas e arbustos de trepadeiras precisam de uma treliça ou estrutura sobre a qual crescer, seja uma treliça robusta de madeira -- que pode não ter apoio se estiver ancorada em rodapés -- ou uma treliça de arame moldada na forma final. Apesar de a treliça precisar ser anexada à parede, a planta necessita de 20 cm entre a parede e a treliça para permitir seu crescimento.

Poda e treino

Muito parecido com o treino de bonsais, o treino de uma árvore ou arbusto para ser uma trepadeira é um trabalho constante. A poda deve ser feita no inverno ou no começo da primavera, enquanto a planta ainda está dormente. Isso encoraja o novo crescimento uma vez que o tempo esquentar. Galhos indesejáveis devem ser arrancados e outros podem ser amarrados à treliça para encorajar o padrão. Mais no fim da primavera, arrancar os botões de flores pode fazer com que os membros da planta cresçam mais rapidamente e mais alongados. Ao longo do verão, arranque alguns botões laterais nos galhos desejados, de forma que apenas algumas folhas permaneçam, ajudando a manter a forma da trepadeira. Sendo flexíveis nessa época, elas devem se dobrar sobre o arame ou a madeira e se amarrar frouxamente.

Padrões de crescimento tradicional

Árvores e arbustos que são trepadeiras normalmente crescem seguindo um dos seis padrões mais comuns.

De um a cinco conjuntos de galhos simétricos crescem horizontalmente a partir de um tronco central, em um padrão de cordão. Vários cordões múltiplos aumentam os rendimentos de uma árvore frutífera e também funcionam como cercas-vivas.

Galhos que crescem a 45º do tronco central assumem um padrão de leque, bom para lugares altos.

Com galhos horizontais cujas extremidades são treinadas para cima, o padrão verrier palmetto lembra vagamente uma menorah judaica. Este padrão também é bom para lugares com pé direito alto.

No padrão de candelabro, um longo galho horizontal é treinado de ambos lados do tronco e, a partir deles, galhos verticais -- as velas -- crescem em ângulos de 90º.

Plantas que seguem suas formas naturais, mas em um plano, são chamadas de trepadeiras informais.

O padrão de cerca belga é o mais intricado. Várias árvores crescem lado a lado, treinadas em padrões na forma de V. Quando as pernas do V se cruzam, elas formam uma estrutura viva.

Vantagens das trepadeiras

Trepadeiras têm longa expectativa de vida e seus limbos de suporte raramente se quebram. Paredes de alvenaria retêm o calor do sol, então quando plantadas contra estas, trepadeiras sensíveis ao calor podem sobreviver em locais onde espécimes soltos não conseguiriam. Elas também ocupam menos espaço e são ideais para pequenos jardins e quintais. Seja floridas ou em período de dormência, elas sempre se tornam elementos esculturais atrativos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível