Mais
×

Poetas puritanos do século 17

Atualizado em 17 abril, 2017

O puritanismo surgiu na Inglaterra no século 17 e foi um movimento protestante radical para reformar a Igreja inglesa. A idéia de um poeta puritano pode parecer contraditória, levando em consideração que os puritanos não aprovavam o uso de metáforas e floreios verbais tanto na fala quanto na escrita. O movimento puritano era centrado em muita expressão literal e ensino. Com o passar do tempo, entretanto, algum espaço para a expressão criativa surgiu e poetas puritanos como John Milton, Anne Bradshaw, Edward Taylor e John Dryden produziram alguns dos principais versos da época.

John Milton foi um dos mais influentes poetas puritanos (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

John Milton

John Milton (1608 —1674), mais conhecido por seu poema épico "Paradise lost", escrito em 1667, foi um poeta Inglês com crenças religiosas que enfatizavam visões puritanas centrais. Embora seu trabalho fosse uma expressão do seu desespero em relação ao fracasso da Revolução Puritana contra a Igreja Católica da Inglaterra, ele também revelava o otimismo do autor no potencial humano. Uma sequência intitulada "Paradise regained" foi publicada em 1671. Outros trabalhos notáveis ​​publicados por Milton incluem "On Shakespeare" (1630), "Comus" (1637), "Lycidas" (1638) e da tragédia, "Samson agonistes" (1671).

Anne Bradstreet

Anne Bradstreet (aproximadamente 1612 — 1672), considerada por muitos estudiosos como a primeira poeta americana, emigrou para Salem, Massachusetts, em 1630. Embora não tivesse nenhuma educação formal, ela teve aulas constantes com o seu próprio pai. Seu livro de poemas "The tenth muse lately sprung up in america" (1650), foi o primeiro trabalho publicado por uma mulher nos Estados Unidos e na Inglaterra.

Edward Taylor

Edward Taylor (aproximadamente 1642 — 1729) emigrou para os Estados Unidos em 1662 desafiando a Restauração Monárquica na Inglaterra. Educado em Harvard, Taylor, que também era um pastor evangélico, não escreveu seus poemas para serem publicados, mas como um ato privado para preparar a comunhão sagrada. Seus trabalhos não foram descobertos até o início do século 20, sendo publicados em 1937. Sua obra mais famosa, "Preparatory meditations before my approach to the Lord's supper", é uma coleção de pensamentos pessoais e reflexões surgidas enquanto ele escrevia seus sermões. Taylor é considerado por muitos como o maior dos poetas puritanos.

John Dryden

John Dryden (1631-1700) foi um poeta Inglês muito influente durante o período da Restauração Inglesa. Seu poema "Heroique stanzas" (1658) é um louvor ao Lorde Protetor da Inglaterra, Oliver Cromwell. Seus poemas normalmente contêm informação factuais e procuram expressar pensamentos do autor de uma forma precisa. Outros trabalhos publicados incluem: "Hidden flame", "Mac Flecknoe", "One happy moment", "A song for St. Cecelia's Day", "Song for amphitryon", "Song to a fair young lady, going out of the town in the spring" e "To the memory of Mr. Oldham".

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article