Como Preparar uma Demonstração de Fluxo de Caixa com o Método Indireto

Escrito por ehow contributor | Traduzido por lívia bono
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como Preparar uma Demonstração de Fluxo de Caixa com o Método Indireto
Demonstração do fluxo de caixa (Finance image by Kathy Burns-Millyard from Fotolia.com)

A demonstração de fluxo de caixa é um dos demonstrativos financeiros básicos, juntamente com o balanço patrimonial e a declaração de renda. A demonstração do fluxo de caixa mostra fontes e usos do caixa durante o período do relatório, geralmente divididos entre fluxos de caixa de atividades operacionais, atividades de financiamento e atividades de investimento. A demonstração do fluxo de caixa pode ser preparada usando o método direto ou o método indireto. Ambos os métodos dão o mesmo resultado, mas procedimentos diferentes são usados para determinar fluxos de caixa de atividades operacionais. Este é o modo de se usar o método indireto.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Declaração de renda do período do relatório
  • Livro-caixa geral detalhado do período

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Para preparar a seção sobre o fluxo de caixa das atividades operacionais, comece com os lucros líquidos do período da declaração de renda.

  2. 2

    Relate separadamente os estornos de valores cobrados ou creditados à declaração de renda que não representem fluxos de caixa. Esses costumam incluir depreciação, exaustão e amortização.

  3. 3

    Determine as mudanças nas contas de capital de giro, incluindo contas a receber, inventórios, despesas pré-pagas, contas a pagar e contas acumuladas. Na demonstração de fluxo de caixa, relate as mudanças como aumentos ou diminuições em cada categoria, para o período do relatório. Diminuições em contas de ativos em circulação são relatadas como números positivos, e aumentos em ativos em circulação são relatados como números negativos. Mudanças em passivos em circulação seriam o oposto - aumentos são relatados como números positivos, e diminuições são relatadas como números positivos.

  4. 4

    Somar os números dos passos anteriores resulta em caixa fornecido por ou utilizado em atividades operacionais.

  5. 5

    Para preparar a seção sobre fluxos de caixa de atividades de investimento, analise os ativos fixos e as contas de investimento no livro-caixa. Relate desembolsos de caixa feitos para comprar ativos fixos ou fazer investimentos, e recebimentos de caixa da venda de ativos fixos e da venda ou resgate de investimentos.

  6. 6

    Para preparar a seção sobre fluxos de caixa de atividades de financiamento, analise as contas de dívidas de longo prazo no livro-caixa geral. Relate os lucros de empréstimos ou outras dívidas, lucros de emissão de ações e dividendos, como recebimentos de caixa. Relate desembolsos de caixa feitos para pagar prestações de empréstimos, comprar ações em tesouraria ou amortizar capital.

  7. 7

    No pé da demonstração de fluxo de caixa, some o caixa fornecido por ou utilizado nas atividades de operação, investimento e financiamento e relate o total líquido dessas três seções como o aumento ou a diminuição líquidos do caixa para o período. Some ou subtraia esse valor do saldo em aberto do caixa para o período, para chegar até o saldo final de caixa.

Dicas & Advertências

  • Investimentos de curto prazo e temporários, que possam ser prontamente convertidos em caixa, como valores mobiliários comercializáveis e certificados de depósito de curto prazo, são considerados equivalentes de caixa e incluídos na demonstração do fluxo de caixa.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível