Prós e contras da tecnologia nas aulas de gramática e literatura

Escrito por lillian wade | Traduzido por letícia oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Prós e contras da tecnologia nas aulas de gramática e literatura
O uso da tecnologia na sala de aula estimula o interesse dos alunos (Jetta Productions/Lifesize/Getty Images)

Professores de literatura e gramática podem integrar a tecnologia à sala de aula através da internet e de aplicativos, para melhorar o aprendizado. O uso da tecnologia em matérias essenciais como literatura melhora o aprendizado cara-a-cara com o professor, mas não o substitui. Esse recurso torna-se viável quando se cria estratégias de ensino sustentáveis que promovem os aspectos cognitivo, social e organizacional do aprendizado.

Outras pessoas estão lendo

Aulas virtuais

Em alguns estados americanos utiliza-se a sala de aula virtual com o objetivo de reduzir o tamanho das classes. Enquanto o número de estudantes é limitado nas salas de aula tradicionais, ele é ilimitado nas virtuais. Portanto, uma matéria essencial, como literatura, tem sido dada em uma sala sem professor. O aspecto negativo é que normalmente apenas um facilitador está disponível no local tanto para manter os alunos focados quanto para cuidar dos problemas técnicos. Enquanto os alunos fazem atividades no computador, um professor deveria estar presente para direcionar os alunos, dar sugestões e responder às dúvidas que surgirem.

Análise e pensamento crítico

A gramática é o elemento mais importante para o bom aproveitamento de uma leitura, que desenvolverá a imaginação do aluno, raciocínio indutivo, reflexão, pensamento crítico e vocabulário. Se por um lado os alunos podem processar a informação mais rapidamente com o uso das mídias visuais, por outro eles não têm tempo para desenvolver habilidades críticas, e elas estão se perdendo. Quando esses estudantes forem para a faculdade ou para o mundo profissional sentirão falta dessas habilidades de comunicação, que deveriam ter sido aprendidas na interação com o professor e colegas.

Ensino individualizado

A tecnologia pode dar uma aparência nova ao ensino individualizado, além das já conhecidas técnicas de encontros individuais e comentários por escrito. Por exemplo: enquanto alguns alunos possam ter dominado os verbos irregulares da língua portuguesa, outros podem ainda estar tentando entender o conceito dos tempos verbais. Direcionando os alunos para websites interativos, o professor poderá individualizar o ensino de gramática e redação. Poderá, ainda, baixar e imprimir lições para um encontros cara-a-cara. A tecnologia estimula o interesse dos alunos de hoje e dá a eles a chance de continuar o estudo fora da sala de aula.

Como introduzir a tecnologia

Se você usa a tecnologia nas aulas de literatura, formule um processo para questionar e sondar tanto o porquê como de que maneira é possível utilizar a tecnologia através de aplicativos, programas, sites, métodos de ensino e ferramentas de comunicação. Professores que fazem isso sistematicamente levantam questionamentos, decidem quando a tecnologia será de fato útil ou não, implementam e avaliam o uso da tecnologia. Métodos diferentes -- tecnológicos ou não -- devem ser adotados considerando-se as necessidades do aluno e o tipo de aula.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível