Quais os perigos causados por variações no pH da água?

Escrito por contributing writer | Traduzido por vanessa arnaud
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

O pH é a medida da quantidade de íons hidrônio contidos na água. Quanto maior a concentração, mais ácida a água. Quanto menor a concentração, mais básica. Se o pH da água de seu aquário estiver muito alto ou baixo, os peixes não podem sobreviver.

Outras pessoas estão lendo

Histórico

A escala de pH vai de 0 a 14, sendo "0" o extremo mais ácido e "14" o extremo básico. A escala de pH é logarítmica. Cada aumento de uma unidade equivale a um aumento decuplicado da concentração do íon hidrônio.

Significado

A água pura possui pH 7. Água com gases, minerais e algumas substâncias dissolvidas deve apresentar um pH entre 5,5 e 8,5. Peixes de água doce normalmente vivem bem em ambientes com pH variando de 5,5 a 7,5, enquanto peixes de água salgada vivem em pH 8. Cada espécie possui uma faixa de pH mais apropriada.

Efeitos

Se o pH estiver muito alto, ocorre uma maior toxicidade de amônio. Além disso, a dureza da água aumenta e mais minerais são dissolvidos na água. Assim, ocorre um efeito tampão, que previne a redução do pH. Caso esteja muito baixo, a água pode lixiviar íons metálicos dos canos e filtros.

Prevenção

Para evitar mudanças de pH, monitore a água regularmente com medidores de papel. Se o pH estiver muito alto, utilize um pedaço de turfa ao filtro para reduzi-lo. Se estiver muito baixo, adicione sais minerais como cálcio para restaurar o valor ideal.

Considerações

Muitas espécies de peixe se reproduzem apenas de o pH estiver dentro de uma determinada faixa. Trocar a água regularmente e fazer a manutenção dos componentes do aquário pode ajudar a manter um pH estável.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível