O que são questionários de escolha forçada?

Escrito por mark filipowich | Traduzido por ana carolina dantas
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que são questionários de escolha forçada?
Questionários de escolha forçada oferecem um número limitado de respostas possíveis (Stockbyte/Retrofile/Getty Images)

As pesquisas nas ciências sociais aparecem sob muitas formas, mas uma das ferramentas mais usadas no estudo de comportamentos humanos e sociais é o questionário. Eles envolvem pedir diretamente aos participantes que respondam a perguntas. Os tipos mais comuns são feitos de forma que o participante responda de apenas um jeito, dentre um número limitado de opções. Eles se chamam questionários de escolha forçada, pois forçam o participante a escolher uma melhor resposta.

Outras pessoas estão lendo

Questionários dicotômicos

A forma mais básica de questionários de escolha forçada é o dicotômico. Neste modelo, o participante deve escolher entre dois extremos. Um psicólogo pesquisando comportamentos sobre sexo pode perguntar "você já viu pornografia?" ou um representante de uma companhia de seguros pode perguntar "você já fumou cigarros?". Em ambos os exemplos o participante deve responder "sim" ou "não".

Escala Likert

Outro tipo comum de questionário de escolha forçada é a escala Likert. Desenvolvido por Rensis Likert, é o tipo mais comum e pode ser extremamente útil para todas as espécies de pesquisas. Em um Likert, o participante deve responder a uma pergunta escolhendo uma dentre um número ímpar de opções (geralmente cinco ou sete) dentro de um espectro. Por exemplo, ao sair de um restaurante, o gerente pode pedir que você complete uma pesquisa Likert perguntando se você achou o serviço, a comida e a atmosfera "muito bons", "bons", "neutros", "ruins" ou "muito ruins". Estes questionários dão aos pesquisadores informações mais matizadas, mas ainda quantificáveis.

Escala de ordem de preferência

A escala de ordem de preferência, como diz o nome, é aquela na qual o participante ordena itens de acordo com sua preferência. Um exemplo pode ser uma empresa automobilística apresentando uma lista de carros esportivos e pedindo aos participantes para ordená-los de acordo com quanto um consumidor potencial poderia pagar por um. Isto força os participantes não só a escolher um favorito e não-favorito, mas também fornece gradações de qualidade ao pesquisador.

Escala de Guttman

A escala de Guttman, em homenagem a Louis Guttman, é um questionário único que raramente é usado fora de pesquisas acadêmicas. Nele, o participante deve dar uma resposta binária sobre um assunto para perguntas cada vez mais extremas. Um estudo sobre atitudes criminais pode perguntar primeiro "Eu não me importaria de trabalhar com um ex-condenado", seguido de "Eu não me importaria em ter um ex-condenado como vizinho", e depois "Eu não me importaria se minha filha namorasse um ex-condenado", e assim por diante para extremos cada vez maiores. Quanto mais respostas positivas dadas pelo participante, mais seguro ele é a respeito do assunto. Este tipo de questionário permite que os pesquisadores forcem uma resposta sim ou não concreta dos participantes ao mesmo tempo que lhes permite colocar os resultados em uma escala variável.

Outros questionários de escolha forçada

A maioria dos questionários objetiva forçar uma escolha definitiva dos participantes. Desta forma, os pesquisadores podem extrair significado dos dados conveniente e cientificamente, em vez de examinar minuciosamente respostas abertas. Há muitos tipos de questionários de resposta forçada e formas diferentes de se colocar informações em uma escala. Mas é mais importante observar que os mais sérios forçarão os participantes a escolher uma de um número finito de opções.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível