Como reconhecer uma personalidade abusiva

Escrito por donna porter | Traduzido por mariana mello de souza
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como reconhecer uma personalidade abusiva
Nem sempre as pessoas abusivas são óbvias

Pessoas mentalmente saudáveis obviamente procuram evitar personalidades abusivas. No entanto, nem sempre é fácil reconhecer esse tipo de caráter. Em outros casos, nós nos adaptamos a um comportamento negativo, especialmente se ele vem de um membro familiar ou uma pessoa em posição de autoridade. Visto que o abuso psicológico é tão sério quanto o abuso físico, é importante aprender a reconhecer os sinais de alerta o mais cedo possível. Leia aqui sobre alguns dos traços comuns encontrados em pessoas de conduta abusiva.

Nível de dificuldade:
Desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Desconfie de pessoas que regularmente menosprezam os outros de uma maneira debochada -- especialmente envolvendo gênero ou aparência. Se a pessoa conseguir fazer você rir pode ser difícil reconhecer os traços de personalidade. Porém, isso é um indicador de que o indivíduo quer se fazer superior aos outros para se sentir adequado.

  2. 2

    Busque sinais de baixa auto-estima, tais como uma falsa auto-confiança ou prepotência. Um exemplo primário, porém extremo, é o chamado "Complexo de Napoleão". Ele é encontrado em homens de estatura baixa que confundem comportamento agressivo com masculinidade. Isso é pra compensar o que eles acham ser uma deficiência -- sua altura. As pessoas que não se sentem bem sobre si mesmas tendem a jogar a carga sobre elas mesmas ou sobre os outros.

  3. 3

    Considere os ataques de raiva um alerta vermelho. Mesmo que isso pareça uma forma fácil de reconhecer uma personalidade abusiva, muitos agressores conseguem ser convincentes e charmosos em suas desculpas. Muitos deles também irão alegar que a ocorrência foi baseada em algum evento externo.

  4. 4

    Entenda que a culpa é um truque frequentemente usado por pessoas abusivas, e pode ser difícil de reconhecer se você for uma pessoa que facilmente se sente culpada. Uma pessoas abusiva tenta lhe fazer se sentir culpada, o que é frequentemente mais destrutivo. Aqui, a vítima não fez nada errado, mas é convencida do contrário. Se o sentimento de culpa é utilizado com frequência por uma pessoa para fazer você agira ou se sentir de algum jeito, isso é abusivo.

  5. 5

    Reconheça que uma personalidade abusiva é controladora. A diferença é em como esse controle é obtido, seja culpa, raiva, violência física, gritos ou formas mais sutis que vão surgindo com o tempo. Isto não é o mesmo como um "monstro controlador", ou alguém que precisa controlar os seus arredores físicos, diga-se por limpeza excessiva, para sentir-se bem, apesar disso poder ser um sinal de alerta.

  6. 6

    Observe sua sensibilidade às palavras que são estressantes para você, tais como linguajar profano, racial, vulgaridades, palavrões e coisas do tipo. Como xingamentos são, de alguma forma, algo comum, fica mais difícil associá-los com uma personalidade abusiva. Contudo, uma pessoas estável tem controle de suas ações e suas palavras. Um palavrão não faz de uma pessoa abusiva, mas observe o contexto e como as palavras lhe fazem sentir.

  7. 7

    Escuta seu coração e sua cabeça para melhor reconhecer uma personalidade abusiva. Normalmente, nós queremos pensar o melhor das pessoas, especialmente aqueles que amamos, mas se você se sente pisando em ovos ou frequentemente se sente mal perto de uma pessoa, isso é motivo suficiente para se afastar dela, seja ela abusiva ou não.

Dicas & Advertências

  • Se você for vítima de abuso psicológico ou físico, uma sensação normal é a culpa ou vergonha, como acontece com muitas vítimas. É essencial buscar ajuda profissional, visto que as consequências negativas podem durar uma vida inteira se não forem tratadas. Um médico de família é capacitado para ajudá-lo a reconhecer abuso e conseguir ajuda.
  • Saiba que abusos físicos, não importa quão pequenos sejam, não devem ser tolerados. Um ano pode passar até o próximo incidente, mas haverá um próximo episódio de abuso, que provavelmente será mais sério.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível