Riscos associados à cirurgia de lifting facial

Escrito por cicely a. richard | Traduzido por ana claudia bragé
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Riscos associados à cirurgia de lifting facial
A cirurgia de lifting facial dura de três a cinco horas (Jochen Sands/Digital Vision/Getty Images)

A cirurgia de lifting facial é um procedimento que repara os sinais visíveis de envelhecimento no rosto e pescoço. Rugas e flacidez da pele ocorrem naturalmente com a idade. No entanto, a hereditariedade, uma alimentação pouco saudável, tabagismo e obesidade aceleram esses problemas de pele. Esse procedimento também repara dobras e depósitos de gordura que aparecem no pescoço e pregas em torno do nariz e da boca. Você parece mais jovem depois de cirurgias plásticas nas estruturas do rosto. Como qualquer procedimento cirúrgico, vários são os riscos associados à cirurgia de lifting facial.

Outras pessoas estão lendo

Procedimento

Um lifting facial dura entre três a cinco horas, dependendo da complexidade do procedimento. O site da American Society of Plastic Surgeons descreve este tipo de cirurgia. Um anestesista administra sedação e/ou anestesia geral. O cirurgião decide sobre o melhor tipo de sedação e faz uma incisão ao longo da linha do cabelo, nas têmporas, e continua o corte ao redor das orelhas para o couro cabeludo mais baixo. O cirurgião redistribui a gordura na face, bochechas, pescoço e reposiciona o tecido e os músculos subjacentes no rosto. Ele puxa a pele para cima e corta o excesso. Suturas ou adesivos cutâneos fecham as incisões. A incisão na linha do cabelo diminui a visibilidade da marca quando totalmente cicatrizada. Um lifting facial pode incluir a remodelação do nariz, da testa e do pescoço.

Reações à anestesia e a medicamentos

Você pode ter uma reação adversa à anestesia e aos medicamentos administrados após cirurgia plástica facial. De acordo com o Beth Israel Deaconess Medical Center, reações incluem náuseas e vômitos, alergias a medicamentos, dores de garganta, lesões nervosas, infecções pulmonares, acidentes vasculares cerebrais, ataques cardíacos e morte. Os médicos fornecem medicamentos antes da cirurgia para prevenir náuseas e vômitos, e os cirurgiões monitoram os pacientes antes, durante e após a cirurgia como medida de precaução para complicações graves. Fale com o seu médico sobre a mudança de medicamentos, mas não pare de tomar os que está tomando atualmente.

Processo de cicatrização

Muitas complicações associadas à cirurgia de lifting facial ocorrem durante o processo de cicatrização. O site da American Society of Plastic Surgeons diz que essas complicações incluem cicatrizes desfavoráveis, hemorragias, infecções da pele e perda de cabelo, acúmulo de líquido, descoloração, edema e sensibilidade da pele. Evite essas complicações seguindo as instruções do seu médico sobre a higiene de feridas e as trocas de curativos. Os médicos usam um tubo para reduzir o acúmulo de líquido no rosto. A descoloração e o inchaço diminuem em algumas semanas ou meses.

Danos a nervos

Você pode ter lesões em nervos após uma cirurgia de lifting facial. Esses danos podem incluir fraqueza ou dormência no nervo facial ou mudanças nas sensações do rosto. A U.S. National Library of Medicine afirma que o dano ao nervo geralmente é temporário. Consulte com seu cirurgião caso você tenha dormência ou insensibilidade no rosto.

Resultados insatisfatórios

Você pode não gostar dos resultados do seu lifting facial e querer realizar um segundo procedimento para obter o resultado desejado. De acordo com a American Society of Plastic Surgeons, a insatisfação pode ocorrer devido a assimetria, a uma cicatriz aparente ou deformidades visíveis.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível