Salvando um ficus de uma infestação de pulgões

Escrito por jackie carroll | Traduzido por allisson ester de paiva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Salvando um ficus de uma infestação de pulgões
Para um tratamento efetivo, a infestação dever ser descoberta no início (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Pulgões se alimentam das folhas do fícus, causando danos disformes e espalhando vírus devastadores. Eles se alimentam ferindo as folhas com suas fortes mandíbulas e sugando a seiva. Os que infestam os fícus, geralmente, começam nas estufas. Logo, cheque novas plantas antes de comprá-las. (Referência 5). Uma vez infestada, o fícus pode ser salvo se a infestação for descoberta no início.

Outras pessoas estão lendo

Pulgões nos fícus

Existem vários tipos de pulgões, mas a principal preocupação de quem possui um fícus é a espécie Cuban laurel. Estes insetos podem completar o ciclo de vida, do ovo até a fase adulta, em duas semanas, sendo a descoberta da infestação em seu início essencial. A larva possui o corpo em tom de amarelo e branco, e os adultos têm o corpo preto. Ambos são muito difíceis de se ver (Referência 4). Os pulgões geralmente espalham vírus devastadores e fatais enquanto se alimentam.

Detecção

Os pulgões são tão pequeninos que são difíceis de serem vistos. Isso significa que você muito provavelmente irá ver as evidências que eles deixam em vez dos insetos em si. Folhas infestadas com pulgões geralmente têm listras em tons de marrom e prata, e as pontas podem ficar distorcidas ou enroladas. Pulgões deixam matéria fecal que se parece com manchas de fuligem. Para confirmar o diagnóstico de infestação, erga um cartão azul coberto com uma fina camada de vaselina a 60 cm acima da planta. O cartão funciona como uma armadilha indicadora para pulgões adultos. Em infestações severas, balance a planta sobre um pedaço de papel branco e procure por insetos com formato de lasca que se movem.

Tratamentos atóxicos

Os pulgões são mais fáceis de serem tratados e mais suscetíveis a tratamentos atóxicos quando você descobre a infestação em seu início. Eles gostam de um ambiente seco. Logo, mantenha as folhas úmidas para desencorajá-los. Sabões inseticidas são efetivos contra os pulgões, mas devem ser usados frequentemente para manter os insetos sob controle. Óleos inseticidas matam os pulgões sufocando-os. As plantas devem estar saturadas com o óleo para que ele seja eficaz. Se você estiver tratando uma planta do interior de sua residência, o melhor a fazer é levá-la para fora ou para a garagem, para evitar que o óleo caia sobre mobília de madeira ou estofamento. Os pulgões gostam de colocar os ovos e alimentá-los nos brotos frágeis e novos do fícus. Podá-los pode remover a maior parte do problema. Ao ar livre, mantenha as ervas daninhas sob controle e limite o uso de fertilizante com nitrogênio até que os pulgões estejam sob controle. Coberturas reflexivas são extremamente efetivas contra infestação de pulgões em fícus ao ar livre.

Inseticidas

Infestações massivas exigem o uso de inseticidas. Inseticidas em spray que contêm piretrina, um extrato vegetal, são menos tóxicos que a maioria dos outros inseticidas e são efetivos contra a maioria das espécies de pulgões. Outro inseticida relativamente seguro é o óleo de nim, que é, de certo modo, efetivo. Leia os rótulos e siga as instruções cuidadosamente. Tenha certeza de que o rótulo afirma que o inseticida é seguro para uso em fícus e mencione pulgões como insetos alvo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível